ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 24º

Direto das Ruas

Leitora reclama de casa e calçada tomadas por matagal na Vila Sobrinho

Casa abandonada acumula sujeira, atrai animais peçonhentos e dificulta a rotina da Travessa do Leme, na Vila Sobrinho

Por Giovana Martini | 14/10/2020 14:24
Mato alto da casa atrai insetos e animais peçonhentos. (Foto: Direto das Ruas)
Mato alto da casa atrai insetos e animais peçonhentos. (Foto: Direto das Ruas)

O Direto das Ruas, canal de interação do leitor com o Campo Grande News, recebeu mais uma reclamação de sujeira em terrenos em Campo Grande.

Leitora, que preferiu não se identificar, por medo da retaliação dos vizinhos, chamou a atenção para a situação de uma casa, abandonada há mais de um ano, com mato alto, na Travessa do Leme, na Vila Sobrinho, região oeste da Capital.

A casa está depredada, acumulando lixo e atraindo insetos e animais peçonhentos. “Entraram quatro cobras na minha casa nesse meio tempo, sem contar com os escorpiões e ratos”, reclama.

“Já pedi limpeza para a prefeitura diversas vezes e nada, mais de um ano assim”, disse a fonte. “Já avisei até a quem eu acredito ser o dono do terreno e nada. E agora, os outros vizinhos estão começando a descartar entulho lá também, hoje já deixaram um sofá lá”.

Agora, outros vizinhos estão começando a deixar entulhos no local também. (Foto: Direto das Ruas)
Agora, outros vizinhos estão começando a deixar entulhos no local também. (Foto: Direto das Ruas)

“É uma falta de respeito da prefeitura e dos vizinhos, daqui a pouco vem a dengue minha família fica exposta por conta da sujeira dos outros”, disse a leitora, preocupada com a saúde dos familiares.

Ela garante que as suas não são as únicas preocupações da vizinhança sobre o local na Travessa do Leme. “Todos os moradores ao redor dessa casa, frente, fundos e próximos estão incomodados. E não é só com lixo não, agora esse mato está secando e tenho medo que pegue fogo; as folhas do coqueiro vivem caindo na fiação da rua, uma hora dessas solta faísca e já era”.

Procurada sobre a situação, por meio de assessoria de imprensa, a prefeitura não respondeu aos questionamentos da reportagem sobre a limpeza. Denúncias podem ser feitas na Semadur (Secretaria de Meio Ambiente e Gestão Urbana) pelo telefone 156.

Direto das Ruas - Quer sugerir uma pauta também? Entre em contato conosco pelo Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563. Clique aqui e envie agora!

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário