ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 22º

Direto das Ruas

Menino autista poderá voltar à escola da Capital, após esperar quase 1 mês

Demora na substituição de profissional de apoio impediu aluno de frequentar as aulas

Cassia Modena | 16/05/2023 08:35
Segundo a mãe, é a primeira vez que aluno enfrenta a situação desde que iniciou a vida escolar (Foto: Acervo pessoal/Direto das Ruas)
Segundo a mãe, é a primeira vez que aluno enfrenta a situação desde que iniciou a vida escolar (Foto: Acervo pessoal/Direto das Ruas)

A um dia de completar um mês sem frequentar as aulas na Emei (Escola Municipal de Ensino Infantil) extensão Tertuliano Meirelles, em Campo Grande, um menino de 5 anos que tem TEA (Transtorno do Espectro Autista) recebeu autorização para voltar à rotina escolar.

Nesta segunda-feira (15), o Campo Grande News mostrou as dificuldades enfrentadas pela criança e por sua família desde o pedido de desligamento da assistente educação inclusiva que a acompanhava na instituição.

A demora para substituir a profissional fez com que o menino sofresse com crises relacionadas ao transtorno autista. Forçou também o pai, que está desempregado, a pausar a procura por vagas de trabalho para cuidar integralmente do filho.

Mãe do garoto, Naira Viana temia que o período sem aula fosse se estender ainda mais, comprometendo a rotina de todos. "Acredito que foi resolvida logo por eu ter procurado o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) e a imprensa", sustenta.

Naira ficou sabendo que o filho poderia voltar às aulas ao receber uma mensagem da direção da escola, na tarde desta segunda-feira (15). "É a primeira vez que isso acontece. Sempre recebemos todo o suporte do Município para ele ir à escola", ela comenta.

Semed - Procurada pela reportagem, a Semed (Secretaria Municipal de Educação) não comentou o caso do aluno da Emei extensão Tertuliano Meirelles, porém, esclareceu que a lotação de profissionais para atender os alunos da educação especial é realizada por meio de processo seletivo, com validade de um ano, podendo ser prorrogado por igual período.

Segundo a pasta, a rede municipal atualmente dispõe de 842 AEIs (Assistentes Educacionais Inclusivos) atendendo em 40 horas semanais, nos turnos matutino e vespertino.

Mais de 500 novos assistentes foram contratados dentro de pouco mais de um mês, frisou ainda a secretaria: "A Semed realizou a publicação da chamada de 99 AEIs no dia 09 de abril de 2023, em 11 de maio foram convocados 403". Outros profissionais deverão ser contratados. "Ressaltamos que as chamadas de AEIs continuarão acontecendo no decorrer do ano letivo", pontua.

Direto das Ruas - O relato chegou pelo Direto das Ruas, o canal de interação dos leitores com o Campo Grande News. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão. Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias