A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

22/08/2015 10:27

Morador planta árvores na rua e causa transtorno em bairro da Capital

Raiza Calixto e Anna Camposano
O aterro invadiu cerca de três metros de estrada.(Foto:Direto das Ruas)O aterro invadiu cerca de três metros de estrada.(Foto:Direto das Ruas)

Uma situação atípica chamou a atenção de um leitor que mora no Bairro Chácara dos Poderes, na rua EW 2 esquina com NE1. Um morador "invadiu" uma área pública. No local, um morador plantou algumas árvores da espécie Palmeiras no meio da rua para demarcar o limite entre o aterro e a estrada. Insatisfeito com a situação, o leitor encaminhou a denúncia para o Campo Grande News através do WhatsApp pelo canal Direto das Ruas.

De acordo com o denunciante, que pediu para não ser identificado, o aterro tem cerca de três metros de altura e invade aproximadamente três metros de estrada. “No aterro tem muitas pedras grandes que rolam para o meio da pista, podendo provocar danos nos veículos que passam por ali, uma chuva muito forte pode agravar ainda mais a situação, além de ser uma ação ilegal”, reclamou.

Outra questão que está causando transtornos aos moradores da região, é que para os caminhões de aterro saírem do local reservado pela prefeitura, que fica na rua EW1, eles precisam passar pela rua EW2. Porém, devido ao aterro novo, que está invadindo a pista, ocorre até congestionamento de caminhões e carros de passeio no local, que é a segunda pista de principal acesso ao bairro. “Eu acho que isso comprova uma inoperância da prefeitura, o cidadão está fazendo esse aterro há cerca de quatro meses, são vários caminhões descarregando ali", desabafou.

Conforme o denunciante, no local do aterro, está sendo construído um escritório de arquitetura. “É uma falta de respeito com outros moradores, falta inclusive de cidadania, e esse aterro pode colocar em risco a vida das pessoas que circulam pela região, passa da hora da prefeitura tomar alguma providência quanto a isso", concluiu.

O Campo Grande News entrou em contato com a prefeitura através da assessoria de imprensa que informou por meio de nota que quem vai apurar o caso é a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano). Uma equipe irá verificar a situação quanto à titularidade do local e posteriormente tomar as medidas necessárias.

Direto das Ruas - Pelo canal de interação entre a redação e o leitor, podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos. Seja um colaborador via WhatsApp pelo número (67) 9687-7598.

 

Confira o video a seguir:



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions