ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Direto das Ruas

“O coraçãozinho quase não aguentou”: bebê espera vaga de UTI há três dias

Mãe relata que terça-feira o recém-nascido ficou em estado critíco, com saturação caindo e tendo convulções

Por Geniffer Valeriano | 29/11/2023 11:38
Heitor Heck aguarda no centro obstétrico vaga na UTI (Foto: Direto das Ruas)
Heitor Heck aguarda no centro obstétrico vaga na UTI (Foto: Direto das Ruas)

“O coraçãozinho dele quase não aguentou”, relata Márcia Aparecida, de 38 anos, que vive dias de agonia enquanto espera vaga para seu bebê. O recém-nascido, de apenas três dias, aguarda ser transferido para uma UTI no Humap (Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian), desde domingo (26), quando nasceu.

Márcia conta que durante o nascimento do bebê, Heitor Heck, começou com um parto normal. Porém, a equipe médica notou que junto do líquido amniótico, presente na bolsa, havia fezes. Por conta da alteração, foi realizada uma cesariana e o bebê precisou ser submetido a uma operação de urgência.

“Eu ganhei ele no dia 26 a noite e ele está aqui no centro obstétrico ainda. Eles falam que o estado dele é grave e precisa de uma vaga de UTI, mas que não há vagas. É difícil demais passar por isso, a saturação dele está caindo e ele está tendo várias convulsões. Eles tinham que ter vaga para levar ele”, disse com a voz embargada.

Se recuperando do parto, Márcia é acompanhada pela mãe no hospital, mas toda a família tem se movimentado em busca de uma vaga. Relatando se sentir impotente, Márcia foi até a assistência social nesta manhã, procurando por ajuda. Pela profissional foi informada que ainda aguardavam por uma vaga.

“Eu nem sabia a quem procurar no início. A gente não sabe o que fazer, não é uma coisa que está ao nosso alcance para ajudar ele. Ontem ele ficou em estado crítico e por várias vezes quase não conseguiram reanimá-lo”, diz chorando.

A assessoria do Humap informou que no hospital há seis leitos de UTI Neonatal e todas estão ocupadas. “A equipe do Humap está empenhando todos os esforços para tentar transferir algum bebê prematuro em melhores condições de saúde da UTI Neonatal para a Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais para liberar vaga na UTI Neonatal. O caso do bebê foi informado à Central de Regulação, mas infelizmente não há vagas disponíveis de UTI Neonatal em nenhum hospital público de Campo Grande no momento. A criança está recebendo a devida assistência”, encerra a nota.

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563. Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias