A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

23/06/2015 15:34

Pais insistem em parar em fila dupla e tumultuam trânsito em rua

Adriano Fernandes
Os horários de maior fluxo são entre 11h00 e 11h30. (Foto: Direto das Ruas)Os horários de maior fluxo são entre 11h00 e 11h30. (Foto: Direto das Ruas)
De acordo com o relato do leitor, o problema ocorre diariamente em frente a escola. (Foto:Direto das Ruas)De acordo com o relato do leitor, o problema ocorre diariamente em frente a escola. (Foto:Direto das Ruas)

Mesmo sabendo que é proibido, motoristas continuam estacionando em fila dupla, na frente do Colégio Montessori, localizado na rua Abraão Júlio Rahe, região central de Campo Grande. As irregularidades ocorrem nos horários de entrada e saída dos alunos e os flagrantes foram enviados por leitor, via aplicativo WhatsApp.

Um auxiliar administrativo, de 23 anos que preferiu não se identificar, relatou que o problema se agrava principalmente entre as 11h e 11h30, intervalo em que o fluxo pela rua é intenso devido ao horário de almoço. A situação prejudica até mesmo, veículos que são estacionados.

“Parei meu carro na rua, quando voltei foi uma dor de cabeça para encontrar o dono do veículo que havia deixado o carro em fila dupla e saído do local”, se queixou o rapaz. Ainda segundo o leitor, a situação poderia ser evitada se ao invés de pararem os veículos em posição irregular, os motoristas estacionassem de acordo com as normas de trânsito.

“Uma quadra antes, tem sempre vagas disponíveis e as vezes até na mesma quadra da escola”, completou. Em contato com a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) via assessoria de imprensa, o órgão informou que já faz diariamente rondas em frente as escolas da capital, mas depende das denúncias para priorizar os locais com maior irregularidades, durante as escalas de plantão.

A recomendação é que o leitor efetue as denúncias via WhatsApp da Prefeitura (67) 9182-2677 ou pelo número 118, para que equipes possam ser encaminhas aos locais.

Penalidades – De acordo com o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) estacionar em fila dupla é infração grave de trânsito, o que ocasiona em multa de R$ 127,69 e remoção do veículo.

Direto das Ruas - A sugestão acima foi feita por leitor, via aplicativo WhatsApp pelo canal Direto das Ruas, um meio de interação entre a redação e o leitor, por onde podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos. Seja um colaborador via WhatsApp pelo número (67) 9687-7598.



Acho que a questão não é se a escola é de filhinho de papai ou não, a questão é que pais e mães são folgados, eles sempre estão atrasados e portanto vira aquela bagunça na porta da escola, vai por mim, se ficarem uma semana multando todo mundo, isso acaba, mas aí tem que repetir no inicio toda semana e depois pelo menos uma vez por mes, porque eles voltam a fazer se observam que não tem mais gente multando.
 
Max em 29/06/2015 08:34:26
Isso é uma prova cabal de que não temos o minimo de engenharia de transito, assim como os agentes de transito da cidade não tem a minima condição para fiscalizar nada na cidade, estamos pagando os agentes de transito para eles fazerem absolutamente nada, um problema infimo como este já estaria resolvido a anos em uma cidade que tivesse uma agencia de transito decente, é incrivel, todo ano é a mesma coisa e a agetran simplesmente não consegue colocar uma pessoa ali multando todo mundo, se o fizer acaba com o problema em menos de uma semana, é claro que algumas mães irão para a cadeia por desacato, mas se não for assim nunca vai ser, estão queimando nosso dinheiro com salario para ninguem fazer nada e com combustivel para que eles fiquem dando "rolê" pela cidade..
 
Max em 24/06/2015 17:51:05
O estado e a escola não querem saber como os pais irão deixar os seus filhos, como se o problema não lhes pertencesse. A prefeitura concede alvará para a escola funcionar em locais mais absurdos, onde o trânsito é difícil, perto de bancos, de clínicas e hospitais, sem a menor preocupação com o planejamento e, por outro lado, a escola quer que a criança esteja na sala de aula, não importa se ela vem de paraquedas ou de jegue. E os pais ficam sem onde estacionar, recebendo críticas e multas. País das bananas é assim. Parar em fila dupla não é ausência de educação, mas sim a única alternativa diante da omissão do estado, da falta de transporte público descente e de planejamento urbano.
 
ZeroVolt em 24/06/2015 10:09:36
ESSE FATO É RECORRENTE NESTA ESCOLA DE FILHINHOS DE PAPAI. QUE DEVIAM DAR EDUCAÇÃO AOS FILHOS E MOSTRAR COMO RESPEITAR AOS DEMAIS. ESTÃO AO CONTRARIO, ENSINANDO AO FILHO QUE DESRESPEITAR É NORMAL. VÃO CRIAR INDIVÍDUOS QUE POSSUEM DINHEIRO E CORROMPEM LEIS E DESRESPEITAM OS DEMAIS. É UMA VERGONHA PARA UMA ALA CASE SOCIAL, CRIADORES DE DELINQUENTES METIDOS A BESTA COM OURO NO PESCOÇO E ACHANDO QUE ESTÃO ACIMA DA LEI. AGORA CADE A AGETRAN E A PM PRA REALMENTE MULTAR ESSES INFRATORES? VÃO LA E FICAM APITANDO OM MEDO DE REAÇÕES SE MULTAREM OS SENHORES DA INFRAÇÃO.
 
LUCIANO MARQUES em 23/06/2015 21:31:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions