A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

27/09/2012 08:56

Governo vai mudar regra do IPVA e prevê incentivo à venda de usados

Fabiano Arruda e Aline dos Santos
Segundo o secretário estadual de Fazenda, Mário Sérgio Lorenzetto, expectativa é que imposto tenha queda para todos os condutores no ano que vem. (Foto: Minamar Junior)Segundo o secretário estadual de Fazenda, Mário Sérgio Lorenzetto, expectativa é que imposto tenha queda para todos os condutores no ano que vem. (Foto: Minamar Junior)

A mudança na base de cálculo do IPVA para o ano que vem tem como objetivo incentivar o setor de carros usados em Mato Grosso do Sul, que vive fase de estagnação por conta dos incentivos do Governo Federal para a compra de veículos novos.

A explicação foi dada nesta quinta-feira pelo secretário estadual de Fazenda, Mário Sérgio Lorenzetto.

Ele explicou que o IPVA é calculado de acordo com a tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) que estipula índices de primeiro, segundo e terceiro padrões, correspondentes a carros com até dois anos, cinco a sete anos e mais de oito anos, respectivamente.

O Governo do Estado faz a cobrança pelo padrão médio e, para o ano que vem, planeja baixar todos os veículos para o terceiro.

“Você tem um carro novinho e vai pagar de velhinho”, explicou Lorenzetto em entrevista nesta manhã, durante encontro, em Campo Grande, com secretários de Fazenda de todo o País.

Dessa forma, a expectativa é que o IPVA tenha redução para todos os condutores em 2013. Segundo o secretário, a tabela Fipe chega ao Governo em novembro e os valores do imposto saem em dezembro. Por enquanto, ainda não há como mensurar qual será a redução média do tributo.



Tem pessoas que só pensam em si mesmas, muitos tem moto porque não podem comprar carro, outros tem carro velho porque não podem comprar um novo e o mundo é para os novos e para os velhos tambem...a desigualdade socia nesse pais é desumana!!!
 
daniela dias em 28/09/2012 02:29:33
O correto seria menor imposto para carros com até 3 anos de uso, e depois aumentar progressivamente a cada ano, forçando assim a renovação da frota. Quem não pode manter não deve ter, reduzindo o volume de veículos nas ruas, bem como a poluição sonora e principalmente do ar.

Em paralelo, o Governo deveria investir no transporte coletivo, com preço justo. Ônibus, vans, metrôs de superfície etc.
 
Filipe Alberto em 27/09/2012 12:45:37
porque nao o governo nao aprovou o projeto do deputado marquinhos trad tempos atras que favorecia os contribuinte e agora em epoca de politica vem com essa conversa.
 
nilton sabinojr em 27/09/2012 11:54:25
A redução do valor do imposto podia vir ao encontro da situação da conservação das nossas ruas. Ajudaria a pagar os danos causados, isto sim!!
 
Wellington Sampaio em 27/09/2012 11:30:06
gente abri olho os caras estão desesperado, vcs acha que esse turma vai reduzir impostos? cuidado eles estão fazendo de tudo por voto.
 
aparecido carlos em 27/09/2012 11:21:06
A mudança oportuna e necessária, seria uma forma de parcelamento do IPVA e outros impostos afins em atraso, facilitando a vida e o orçamento do contribuinte comum.Além disso, ajudaria a esvaziar o pátio do Detran, a deteriorização dos veículos ali depositados e, ainda, a combater o que chamam de "máfia", salvo engano, dos pregões/leilões desses veículos para revendedores de autopeças.
 
José Antonio Sassioto em 27/09/2012 10:30:10
QUE MARAVILHA, TOMARA QUE ISSO SEJA VERDADE..PARABÉNS AO GOVERNO-NO RUMO CERTO
 
FILADELFIO TERENCIO em 27/09/2012 10:09:38
NAO IMPORTA O QUE ELES FAÇAM O GOVERNO NUNCA VAI PERDER, SE REDUZIR O IMPOSTO DO CARRO USADO QUEM VAI PAGAR A CONTA E QUEM COMPRAR CARRO NOVO.....
 
gilson dias em 27/09/2012 09:28:52
meu parecer é contrário, o governo precisa dar incentivo fiscal, a tudo que é novo na área de industrialização, principalmente veículos, que mais de 5 anos já teriam que saírem de circulação, pois as peças já não existem mais, geram poluição ambiental, quebram demais, transtornam o transito, enfim poluem demais, imposto zero para os novos, e imposto 100%(cem) por cento, para os antigos.
 
pedro braga em 27/09/2012 04:49:24
Sr. Pedro Alcantra Macahdo, leia um pouco mais antes de fazer comentários, os motociclistas pagam o seguro obrigatório muito mais alto (esse por conta do maior número de acidentes) que o dos carros, o IPVA não tem essa função, ele foi criado para que estado e municípios executam obras em suas vias.
 
Sandro Rocha em 27/09/2012 02:56:36
Tinha que aumentar o imposto das motocicletas até 250cc.
Como 90% dos leitos hospitalares são gastos com eles nada mais justo que eels arquem com esse custo.
Parabéns pela iniciativa da redução, vamos ver se virá mesmo.
O engraçado é ver gente contra!
 
Pedro Alcantra Machado em 27/09/2012 01:41:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions