A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/03/2009 09:02

André diz que já gastou R$ 130 mi de "poupança"

Redação

Desde que a crise financeira mundial começou a causar dor de cabeça, o governador André Puccinelli diz que já teve de sacar cerca de R$ 130 milhões referentes ao superávit acumulado em 2008, que serve como reserva para Mato Grosso do Sul.

Segundo o governo, no ano passado o Estado conseguiu fechar os balanços mensais com R$ 40 milhões em média por mês, positivos, em caixa. No entanto, com expectativas de arrecadação frustradas neste ano, justifica Puccinelli, foi necessário utilizar 27% dos R$ 480 milhões da "poupança".

A maior reclamação continua sobre a instabilidade na compra de gás boliviano, que nas contas do governador "tira 40 milhões por mês do Estado", isso fora a reduçaõ dos repasses constitucionais da União e os efeitos do mercado desaquecido, o que chegaria aos R$ 80 milhões negativos. "O que não recolhemos, temos de cobrir de alguma forma", explica Puccinelli sobre custeio.

Nesta semana o presidente Lula garantiu que os contratos do governo federal com os bolivianos serão preservados até 2019, mas Puccinelli diz que o concumo ainda não voltou ao patamar de meses anteriores.

Apesar da crise, o governo estadual abriu mão de parte da arrecadação, atendendo solicitações de setores que também usam os problemas econômicos como argumento para cobrar reduções de impostos.

Já houve redução da pauta fiscal e alíquota da carne e hoje Puccinelli assina redução em 60% da Taxa de Movimentação Florestal, após pedido do setor de carvão.

Mesmo com o desempenho financeiro em baixa, para maio o governador planeja lançar um pacote de obras e também já ter repassado os R$ 50 milhões referentes as emendas parlamentares aos deputados estaduais.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions