ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 28º

Economia

Apesar de alta anual, volume de serviços recua pelo 2º mês consecutivo em MS

Pesquisa mostra que houve avanço de 11,9% em relação a agosto de 2020

Por Jhefferson Gamarra | 14/10/2021 13:18
Consumidor em um restaurante de Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Consumidor em um restaurante de Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

O volume de serviços em Mato Grosso do Sul recuou 3,2% na passagem de julho para agosto. Esta é a segunda taxa negativa seguida. Os dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) foram  divulgados nesta quinta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O indicador mostra que o setor avançou 11,9% em relação a igual período de 2020. No acumulado do ano, a alta é de 14,3%. Já no comparativo de 12 meses, a variação é positiva em 11,1%, mantendo a trajetória ascendente iniciada em fevereiro deste ano.

Apesar da queda consecutiva, o Estado mostra um movimento de recuperação desde setembro do ano passado, onde chegou ao patamar visto na pré-pandemia, mas caiu em janeiro e fevereiro de 2021. Com a alta em março, voltou a superar o nível pré-pandemia e em agosto ficou 6,3%.

A nível nacional, Mato Grosso do Sul foi o 3ª estado da federação que apresentou a maior retração na passagem de julho para agosto. Roraima com -7,4% e Mato Grosso com -3,6% foram os que tiveram as maiores diminuições. Na contramão, outros 16 estados apresentaram aumento, com destaque para São Paulo (0,5%),  Rio Grande do Sul (4,2%), Paraná (1,0%) e Bahia (1,7%).

O setor de serviços engloba atividades que oferecerem um serviço útil ao consumidor e não um produto final. Como por exemplo, turismo, corretagem de imóveis, hospitais, restaurantes, escolas e atividades financeiras em geral.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário