ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 15º

Economia

Atualização no Caixa Tem, usado no pagamento do auxílio, começa no domingo

A atualização dos dados acontecerá de forma escalonada e o calendário segue o mês de nascimento dos clientes

Por Adriano Fernandes | 11/03/2021 22:57
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

A partir do próximo domingo (14) a Caixa Econômica Federal vai permitir a atualização de dados cadastrais no aplicativo Caixa Tem, por onde são pagos benefícios como o abono salarial do PIS e o auxílio emergencial.

Conforme o portal Uol a atualização dos dados acontecerá de forma escalonada e o calendário segue o mês de nascimento dos clientes. Não é preciso ir até uma agência para atualizar o cadastro, já que todo o processo poderá ser feito pelo celular.

Para efetivar a atualização, o usuário deve acessar a conversa "Atualize seu cadastro" no aplicativo e enviar a documentação solicitada: foto (selfie) e documentos pessoais (RG, CPF e comprovante de endereço).

Calendário - A partir de domingo (14), segundo o cronograma do banco, devem efetivar a atualização os usuários nascidos em janeiro. No dia 16 de março, os clientes nascidos em fevereiro que precisam informar os dados e no dia 18, os nascidos em março. A atualização segue esta sequência até o dia 31 de março, com os nascidos em dezembro.

Oficialmente, a Caixa não admite que a atualização do cadastro tenha relação com o pagamento do auxílio emergencial, mas o banco salienta que abriu mais de 105 milhões de Contas Poupança Social Digital em 2020. Segundo o banco, o CAIXA Tem foi o App mais baixado do Brasil em 2020, com 303,8 milhões de downloads.

O Caixa Tem é usado para movimentar as poupanças digitais gratuitas criadas por lei para o pagamento de benefícios sociais. Por meio do app, milhões de brasileiros receberam o auxílio emergencial, o BEm (Benefício Emergencial, pago a quem teve o salário reduzido) e o abono salarial do PIS. Desde novembro, beneficiários do Bolsa Família também recebem o depósito na poupança digital.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário