A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/12/2017 23:32

Balança comercial atinge superávit de 2,1 bilhões de dólares em MS

Nyelder Rodrigues

Entre janeiro e novembro deste ano, Mato Grosso do Sul registrou um superávit de US$ 2,1 bilhões na balança comercial do setor externo, conforme números apresentados pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) nesta terça-feira (5).

Os dados estão na Carta de Conjuntura do Setor Externo tem como destaques a soja em grão (24,51% de alta), celulose (4,6% de alta), carne bovina e produtos de carne (18,35% de alta) e açúcar (23,66% de alta).

Os produtos citados, respectivamente, são os quatro primeiros itens de exportação de Mato Grosso do Sul e representam 73,53% dos valores exportados de janeiro a novembro de 2017.

"Esse resultado é decorrente de uma melhora no desempenho dos principais produtos de nossa pauta de exportação. Houve uma alta muito expressiva em relação ao ano anterior, beneficiando a economia de nosso Estado", comenta o chefe da Semagro, Jaime Verruck.

O secretário ainda frisa que a cotação do dólar esteve em um nível que proporciona boa rentabilidade nas exportações. "Tivemos uma recuperação na celulose, já mostrando um reflexo da abertura da segunda linha de produção da Fibria, e também no milho", completa.

Outros destaques foram a recuperação do minério de ferro e o crescimento do ferro gusa, que causaram impacto efetivo de 62% no aumento de exportações do porto de Corumbá, em relação a janeiro a novembro do ano passado.

Mercado - Em termos de mercados, a China permanece como principal destino das exportações com 34,61%, seguida pela Argentina com 5,39%, sendo esse segundo o país que teve maior crescimento na participação, chegando a 55,31% de valores a mais exportados, comparando 2017 a 2016.

Os destaques regionais ficaram para Três Lagoas, município que mais exporta, com 31,77% dos valores exportados, seguido de Campo Grande, com 10,89% da pauta.

Com relação as importações, houve aumento de 10,32% de janeiro a novembro desta ano, comparado ao mesmo período em 2016. Essa variação deve-se, sobretudo, à maior importação de "Outras máquinas e equipamentos mecânicos", que chegou a 128,24% de crescimento dos valores importados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions