A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Janeiro de 2019

03/01/2019 17:14

Belo Horizonte investe no “tour cervejeiro”

Jean Sampaio

Com 41 cervejarias artesanais instaladas no estado e pelo menos mais 30 marcas sem fábrica própria, Minas tem muito mais do que bares e se destaca na fabricação de cerveja a ponto de já ser considerada a Bélgica brasileira.

De acordo com o Sindicato das Indústrias de Cerveja e Bebidas em Geral do Estado de Minas Gerais (SindBebidas), há no estado 41 cervejarias artesanais, sendo 15 no município vizinho à capital, com destaque para Nova Lima.

Incentivados pelo aumento do consumo cervejeiro e a procura por cervejas artesanais, a região está investindo no “tour cervejeiro” e atraindo turistas de várias regiões do país, que aproveitam os voos baratos para chegar à capital mineira.

Verace, Backer e Krug Bier, instalada no Jardim Canadá, em Nova Lima, promovem regularmente visitas guiadas às respectivas fábricas. Aos sábados, a Krug Bier abre as portas das 10h às 14h. As visitas são feitas em dois turnos, cada um com duas horas.

Na Verace, a visita guiada dura 90 minutos. O tour é realizado no segundo sábado do mês, às 10h, coincidindo com a Feira Experimente. Há degustação de cinco rótulos.

A Backer recebe duas turmas, com direito à degustação de cinco rótulos produzidos no local. As visitas ocorrem aos sábados, às 10h e às 11h. Caso haja demanda, o terceiro grupo pode ser formado ao meio-dia. O roteiro atrai pessoas das classes A e B, na faixa de 18 a 70 anos.

Quem não quiser aproveitar a passagem belo horizonte e não sair da capital, pode visitar as cervejarias locais, como a Wäls, uma das cervejarias mais importantes do país; o Grupo Sátira, Cervejaria Uaimií, Inconfidentes e Falk Bier.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions