A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

19/09/2019 17:00

Bolsa fecha em queda de 0,18% e dólar avança 1,5%, cotado a R$ 4,16

Mercado comemorou o reajuste de preços da Petrobras, que elevou o diesel em 4,2% e a gasolina em 3,5% nas refinarias

Gabriel Neris
Dólar comercial avançou 1,5% a R$ 4,162 na compra e a R$ 4,164 para venda (Foto: Agência Brasil)Dólar comercial avançou 1,5% a R$ 4,162 na compra e a R$ 4,164 para venda (Foto: Agência Brasil)

O Ibovespa fechou a quinta-feira (19) em leve queda motivado pelas tensões comerciais entre Estados Unidos e China. A Bolsa teve queda de 0,18% a 104.339 pontos com volume financeiro negociado de R$ 16,688 bilhões.

Enquanto isso, o dólar comercial avançou 1,5% a R$ 4,162 na compra e a R$ 4,164 para venda. O dólar futuro com vencimento em outubro subia 1,17% a R$ 4,162.

O noticiário chinês informou que a Casa Branca apontou que as tarifas americanas sobre bens chineses podem chegar a 50% ou até 100%.

Mais cedo, o mercado financeiro via com otimismo a decisão do Copom (Comitê de Política Monetária) de cortar os juros em 0,5%. A decisão animou os investidores, reforçando as projeções de que a Selic termine o ano abaixo de 5% ao ano.

Taxa de juros mais baixa significa que a renda fixa ficará menos atrativa, de modo que o investidor que quiser ganhar mais dinheiro terá que migrar para a renda variável.

O mercado também comemorou o reajuste de preços da Petrobras, que elevou o diesel em 4,2% e a gasolina em 3,5% nas refinarias. O gesto é encarado como demonstração sólida de independência da gestão em relação ao governo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions