ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  24    CAMPO GRANDE 23º

Economia

Brasil e Paraguai definem ações conjuntas para combater aftosa

Por Jeozadaque Garcia | 09/03/2012 17:24
Autoridades voltam a se reunir no mês de outubro, no Paraguai. (Foto: Divulgação)
Autoridades voltam a se reunir no mês de outubro, no Paraguai. (Foto: Divulgação)

Durante reunião na manhã desta sexta-feira (9) em Ponta Porã, representantes de Brasil e Paraguai unificaram ações que visam o combate a febre aftosa. Um mapa cartográfico da faixa de 15 quilômetros a partir da fronteira, e atualizar a identificação individual de bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos no Brasil e Paraguai, são algumas das ações que serão tomadas.

“Algumas ações tinham critérios diferentes em cada lado da fronteira. Com a unificação de critérios a vigilância será mais padronizada”, explica o médico veterinário da Horácio Tinoco, da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).

O encontro teve a presença do diretor do DSA (Departamento de Saúde Animal) do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Guilherme Marques, e do presidente do Senacsa (Serviço Nacional de Calidad e Salud Animal), Félix Otazu Leguizamón.

Além da unificação das ações, serão tomadas medidas preventivas como treinamentos sanitários educacionais nos dois lados da fronteira, além do intercâmbio de informações de cadastro e das marcas dos animais. As ações serão realizadas na extensão de fronteira que vai de Porto Murtinho, região pantaneira, até Mundo Novo, sul de Mato Grosso do Sul.

A próxima reunião entre autoridades sanitárias dos dois países foi marcada para outubro, no Paraguai. "É possível erradicar a doença, pois sabemos como ela se comporta. Precisamos de políticas permanentes de melhoria do serviço sanitário", afirma o diretor do Mapa.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário