A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/09/2009 13:20

Brasil reduz novamente a importação de gás boliviano

Redação

O Brasil reduziu a quantidade de gás natural que importa da Bolívia na última quinta-feira, e já pediu uma revisão do contrato de compra e venda.

"Desde quinta-feira estão pedindo 16 milhões de metros cúbicos por dia", informou o presidente da estatal YPFB (Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos), Carlos Villegas, em entrevista ao jornal La Razón.

Conforme a Folha Online, Brasil e Bolívia assinaram em 1999 um contrato de 20 anos para a compra e venda de gás natural, que estipulou uma escala de fornecimento que começava com 5 milhões de metros cúbicos diários, que deveria ser estabilizado em 2005 em 31 milhões.

O Brasil tem necessitado de uma quantidade menor, no entanto, devido a oscilações de mercado.

Villegas revelou que o contrato está em fase de revisão e defendeu uma solução o mais rápido possível porque "a produção de gás não é como uma garrafa de água que alguém abre e fecha".

Impacto

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions