A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Julho de 2018

20/01/2018 09:23

Burocracia prejudica compradores de lotes em condomínio de luxo

Falecimento de um dos parceiros da Alphaville Urbanismo levou imóveis a serem vinculados a inventário e atrasou emissão de escrituras; problema deve ser resolvido na próxima semana

Humberto Marques
Falecimento de sócio criou entrave para escrituração de imóveis em condomínio; situação deve ser resolvida nesta semana. (Foto: Paulo Francis)Falecimento de sócio criou entrave para escrituração de imóveis em condomínio; situação deve ser resolvida nesta semana. (Foto: Paulo Francis)

Questões burocráticas e judiciais têm causado problemas para compradores de lotes em um condomínio de luxo em Campo Grande. O problema se arrasta há cerca de três meses, desde o falecimento de um dos proprietários de áreas comercializadas pela Alphaville Urbanismo na região norte da Capital. A reportagem apurou que a situação deve ser normalizada na semana que vem.

Um comprador que contatou o Campo Grande News relatou que, desde outubro de 2017, enfrenta dificuldades para obter a documentação e iniciar as obras no local. “Comprei à vista com as condições que ofereceram de pagar as custas de cartório. Mas, com o falecimento de um dos proprietários, a área foi para inventário. Com isso, não consigo obter a escritura e entrar com o projeto de construção”, disse a fonte, que pediu para não ser identificada. “Pagamos pelo terreno e vamos ter de esperar sair o inventário. Todos até agora dizem que temos de esperar”.

O mesmo comprador afirmou que a situação lhe causou prejuízos. “Estou com projeto pronto para entrar na prefeitura. Moro de aluguel e não posso começar a obra. No cartório dizem que estão com vários processos parados”.

Solução – O problema envolve as fases três e, principalmente, quatro do Alphaville em Campo Grande –as duas primeiras foram totalmente negociadas e já foram escrituradas–, conforme informações obtidas junto a corretores de imóveis e cartórios de registro de imóveis da Capital, segundo quem há outras pessoas à espera de resolução.

“O problema envolve tanto os clientes que compraram como os que terminaram de quitar os imóveis e aguardam as certidões”, informou um corretor. Profissionais do mercado foram informados que, junto ao inventário, foram tomadas medidas jurídicas que aguardam a chancela da Justiça estadual para garantir a liberação dos imóveis.

O advogado Ary Raghiant Neto, que representa um dos parceiros da Alphaville Urbanismo no empreendimento, confirmou que aguarda-se da Justiça “a nomeação do inventariante para legitimar as assinaturas” e finalizar o processo de transferência dos lotes. “Isso deve ser resolvido na semana que vem”, pontuou. A versão foi confirmada por advogado que representa os herdeiros do sócio que faleceu.

A reportagem não conseguiu obter do escritório da Alphaville Urbanismo, em São Paulo, uma posição acerca do impasse envolvendo as áreas na Capital.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions