ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 14º

Economia

Busca por ovos de Páscoa frustra quem deixou para última hora

Consumidores ficaram sem opção e foram surpreendidos com prateleiras vazias, em loja especializada na Capital

Por Natália Olliver e Clara Farias | 31/03/2024 11:20
Procura por ovos de Páscoa acabou frustrada para consumidores de Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)
Procura por ovos de Páscoa acabou frustrada para consumidores de Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)

Quem deixou para comprar ovos de Páscoa neste domingo (31) se frustrou com as prateleiras vazias de lojas especializadas em chocolate. Com tanta procura, os únicos produtos ainda disponíveis nesta manhã foram os infantis. Na rua da Divisão, pessoas se aglomeraram na porta para tentar garantir ao menos uma barrinha. Entretanto, nem isso encontraram.

A busca apenas começou para o policial Jhonatan Alves, 31, policial civil, que saiu do plantão e foi comprar uma lembrancinha para a esposa. Ao chegar no local se assustou com o aviso de que a unidade não tinha mais barras de chocolate ou tablets, apenas alguns ovos infantis.

Quem deixou para commprar ovos de Páscoa de última hora ficou sem opções (Foto: Henrique Kawaminami)
Quem deixou para commprar ovos de Páscoa de última hora ficou sem opções (Foto: Henrique Kawaminami)

“Estava em operação e vim direto pra cá comprar o Ovo da Páscoa para minha esposa. Como que chega em casa sem o ovo de páscoa da mulher? Não tem como. Vou ter que fazer uma operação para encontrar o ovo para ela. Aqui só tem ovo para criança, vendeu tudo e de última hora vende mesmo. Agora vou pro shopping tentar encontrar lá”.

Tatiane Rodrigues, de 23 anos, pretendia comprar chocolate para o padrasto e acabou saindo com um bolo, parecido com chocolate. “Acabei esquecendo de comprar. Comprei de todo mundo, pra minha mãe, meus sobrinhos e minha filha e ficou faltando só o dele, coitado. O bom é que ele gosta de chocolate então qualquer coisa que der ele vai gostar”.

Já a técnica de enfermagem, Leticia Ribeiro , de 29 anos, conta que deixou pra última hora por não ter se interessado por nenhum dos Ovo de Páscoa vendidos nos mercados. Ela e o marido,  Alef Moreira, decidiram recorrer a loja próximo da casa onde moram como última tentativa.

Leticia Ribeiro, filho e o marido, Alef Moreira (Foto: Henrique Kawaminami)
Leticia Ribeiro, filho e o marido, Alef Moreira (Foto: Henrique Kawaminami)

“Nos viemos comprar para minha mãe e minha sogra. Acho que a gente deixou de comprar antes porque percebemos que tem pouca opção e também não nos interessamos muito. Moramos aqui perto e por isso viemos aqui, se tivesse que sair procurando não íamos comprar não. A gente sabe que nosso filho vai ganhar das avós e das tias e resolvemos retribuir esse carinho, presenteá-las também”.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias