A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Junho de 2018

07/05/2014 14:48

Campo Grande é 17ª melhor para investir em franquias, indica estudo

Marta Ferreira
Chegada de lojas de franquias que eram desconhecidas por aqui, ou ampliação de redes já conhecidas comprova dados de pesquisa indicando Campo Grande como uma das melhores para investimento em franquias. (Foto: Cleber Gellio)Chegada de lojas de franquias que eram desconhecidas por aqui, ou ampliação de redes já conhecidas comprova dados de pesquisa indicando Campo Grande como uma das melhores para investimento em franquias. (Foto: Cleber Gellio)

Ranking divulgado esta semana pela revista especializada em economia Exame, em seu site, coloca Campo Grande como a 17ª melhor cidade para abertura de novas franquias. A pesquisa, realizada pela consultoria Rizzo Franchise, indica queda de seis posições no ranking, que antes colocava a Capital em 23º lugar entre as mais promissoras para investimentos por franqueados.

O estudo destaca que Campo Grande tem 830 mil habitantes e um PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 15 bilhões. A consultoria considerou nove setores e aponta, em ordem decrescente, os que oferecem as melhores oportunidades.
Na capital de Mato Grosso do Sul, a ordem coloca em primeiro lugar o setor automotivo, seguido da hotelaria, acessórios pessoais, livrarias, alimentação, construção, saúde e beleza, educação e infantil. A publicação também indica o grau de possibilidade de sucesso nesses investimentos, apontando como ótimas as oportunidades dos sete primeiros setores citados e como boas a dois últimos setores.

Uma rápida observação em Campo Grande, seja nos shoppings seja no comércio de rua mostra que redes de todos os portes chegaram à cidade nos últimos anos, comprovando os dados da pesquisa.

Dourados, o segundo maior município de Mato Grosso do Sul, também aparece na listagem, que ao todo tem as 200 cidades com maior potencial de investimento em franquias no País. A cidade, localizada a 233 quilômetros de Campo Grande, está em 122º lugar no ranking. Em Dourados, os mercados mais promissores, segundo o levantamento, são, respectivamente, o automotivo, saúde e beleza, educação, livrarias, hotelaria, construção, acessórios pessoais, infantil e alimentação.

Explicação - “Olhamos o índice potencial de consumo de cada localidade, comparado com os negócios disponíveis nos nove setores. Quando tem índice maior do que a oferta local, entra no ranking”, explicou à Exame o coordenador da pesquisam, Marcus Rizzo.

A lista tem, no topo, as capitais mais populosas, como era de se esperar, com São Paulo (SP) em primeiro lugar, seguida de Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Belo Horizonte (MG) e Salvador (BA). No Centro-Oeste, além de Brasília, Goiânia (GO), está na melhor posição, em novo lugar. Cuiabá, capital do Mato Grosso, mesmo sendo uma das sedes da Copa do Mundo, aparece dez posições atrás de Campo Grande, em 33º lugar no ranking.

Rizzo fez um alerta à revista, para quem pensa em investir neste mercado. “As pessoas devem escolher uma franquia pela identificação com a atividade e não só porque existem oportunidades de mercado local”, orienta.

Dia de tentar ficar milionário: loterias sorteiam R$ 168 milhões hoje
A Mega-Sena pode pagar, neste sábado (dia 23), R$ 38 milhões para quem acertar as seis dezenas. O prêmio está acumulado há seis rodadas e o sorteio e...
Hub aéreo no nordeste avança segundo companhia
O número de voos entre Fortaleza e a Europa deve aumentar em breve indicou a companhia aérea KLM junto de sua sócia francesa, a Air France. A ideia s...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions