A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/01/2013 12:20

Com reajuste à vista, gasolina deve chegar aos R$ 3 por litro na Capital

Aline dos Santos
Preço médio da gasolina é R$ 2,80 em Campo Grande. (Foto: Luciano Muta)Preço médio da gasolina é R$ 2,80 em Campo Grande. (Foto: Luciano Muta)

Caso os rumores de reajuste de 7% no preço da gasolina se confirmem, o litro do combustível deve chegar a R$ 3 em Campo Grande.

De acordo com o assessor técnico do Sinpetro/MS (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes de Mato Grosso do Sul), Edson Lazaroto, o preço médio da gasolina é R$ 2,80.

“Com reajuste de 7%, chega perto de R$ 3”, afirma. Serão R$ 0,19 a mais por litro. Para o óleo diesel, a previsão de reajuste é de 4,5%.

O aumento no preço dos combustíveis é ventilado desde o fim de 2012. Contudo, não há confirmação de índice nem datas. O temor do governo é o reflexo na inflação. “Aumentar a gasolina impacta em toda a cadeia: alimentação, transporte”, salienta Edson.

De acordo com ele, uma saída é aumentar a mistura de etanol na gasolina, passando de 20% para 25%. A solução é vista como vantajosa para Mato Grosso do Sul. “Resolve dois problemas”, afirma. Neste cenário, o reajuste seria diluído e a produção de álcool do Estado aproveitada.

Ainda no campo das possibilidades, o reajuste pode vir em fevereiro ou parcelado: fevereiro e agosto. Caso seja efetivado, não é possível definir quanto tempo levará para o consumidor sentir no bolso. “Cada empresa tem autonomia para fazer seu preço”, pondera.

Sem anúncio oficial o setor vive clima de expectativa. “Há insegurança de não saber o que está acontecendo”, afirma. No interior do Estado, o preço do litro da gasolina varia de R$ 2,98 a R$ 3,05.

Sem data – Conforme o Portal G1, o secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Antonio Henrique da Silveira, disse hoje que a defasagem no valor da gasolina no Brasil em relação ao internacional é de cerca de 7% e que um reajuste no preço do combustível neste patamar é “plausível”. Entretanto, o governo ainda não decidiu quando será o aumento.

Procon da Capital abre campanha para orientar comércio e consumidor no Natal
O Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campo Grande dá início nesta segunda-feira (18) a uma semana de orientação e atendimen...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


Se a alternativa mais viável é aumentar a taxa de álcool na gasolina , em 5% porque não fazemos , isso é desculpa para tirar mais dinheiro do contribuinte,imagine se focemos sediar jogos da copa do mundo quanto não iriamos pagar a mais de impostos .
 
Edson luiz magalhães em 16/01/2013 21:48:06
Enquanto nesse Estado "podre" de corruptos e, não temos a quem recorrer, pois como disse o ex-deputado Ari Rigo, pagavam para ninguém os tocassem. enquanto nos Estados vizinhos ( SP e Pr ) a gasolina é encontrada facilmente por R$ 2,70, aqui com os impostos para sustentar uma cambada de "homens sérios", que não pagam combustíveis em seus carros, pois são pagos com nossos impostos. Temos que ir abastecer nos Estados vizinhos, as cidades que ficam próximos, meu dinheiro não sustento mais esses "vampiros" e, nem voto mais para nenhum safado que vier pedir voto para eleições Estaduais. E particularmente quero que esse Estado se exploda, quanto mais nos roubam, mais a o povo do MS colocam os corruptos no poder.
 
Kamél El Kadri em 16/01/2013 20:08:54
Não entendo o porque de produzirmos petróleo e álcool, para vendermos para o exterior com valores de 50% do práticado no interno e não termos estoque para nosso uso. Isso é somente para empresários encher a boca e dizer " to vendendo para mercado internacional !", se todo o investimento fosse feito para demenda nacional mesmo custando 70% do preço de hoje as empresas lucrariam em 1 ano o valor ganho com 3 anos de mercado internacional. No paraguai não tem petrolíferas eo país é abastecido pela petrobrás e os preços praticados lá no posto é de 60% em média dos valores do Brasil ou seja nvendemos gasolina barata para eles e cara para nossos cidadãos! VERGONHA!!!!
 
Alexandre de Souza em 16/01/2013 19:18:15
Eu acredito que é hora de outro protesto. Isso já está virando uma palhaçada e o ingresso do circo muito caro.
 
Mirtes Ramos em 16/01/2013 18:13:33
e so fazer o seguinte assim que subir todo mundo pede 0:50 passa no cartao e pede nota
 
erick silva em 16/01/2013 17:51:40
Vamos fazer o buzinaço e voltar com o movimento #NA_MESMA_MOEDA
 
Willian Pinto Manvailer em 16/01/2013 17:45:42
Desde que me conheço por gente, há mais de 50 anos, é a mesma ladainha, gasolina caríssima!!! Opreço dos combustíveis no Brasil é aviltante. E ainda dizem na maior cara de pau que somos auto suficientes em petróleo. Sinceramente, não vejo solução a curto prazo. A petrobrás é empresa mista e única na distribuição dos derivados de petróleo, precisa ter lucros para concorrer na Bolsa de Valores. O que se tem visto do governo brasileiro não passa de proselitismo da Snrª Dilma e Cia Ltda, depois de elevar as tarifas de energia às nuvens, vem com essa de baixar 20%. Mas isso tem objetivo certo, mais uma vez enganar o brasileiro para as eleições do ano que vem. Lanço aqui um desafio, baixe o valor dos combustíveis de forma significativa, quero ver se tem peito p/ isso!!!
 
ademir gomes em 16/01/2013 16:04:53
Deveríamos protestar contra esse absurdo! Ter coragem em expressar esse sentimento de indignação.
 
CLAUDINEI GONZAGA em 16/01/2013 15:50:29
Ano passado quando a gasolina subiu dos 2,60 pra faixa dos 2,80 os postos alegaram que estavam "adiantando uma possível subida nas refinarias". A subida ocorreu só agora, meses depois, e o repasse vai ser integral? Estou vendo queser dono de posto é o melhor negócio do mundo!
 
Ricardo Farias em 16/01/2013 15:38:14
é isso que dá não privatizar a Petrobras, o governo não quer saber de nada, só de lucro, agora o nosso governador podia fazer uma politica mais inteligente, nosso icms é o mais alto do país, se voce cruzar a fronteira de MS e comprar gasolina em SP tá R$ 2,52 o litro, será que ninguem vê isso? No ano novo cheguei a abastecer a R$ 2,45 em uma cidade proxima a Ribeirão Preto, nosso estado precisa de desenvolvimento, mas arrancando o couro do contribuinte não vamos crescer nunca, pois se o icms aqui é mais caro tudo que entra no estado fica mais caro, como nós não produzimos absolutamente nada (não conto carne e soja pois vendemos para os outros estados e desovamos o resto para os sul matogrossenses) tudo vai ser mais caro aqui, então precisamos ter um salario tambem diferenciado.
 
MAXIMILIANO NAHAS em 16/01/2013 15:13:05
Anderson, nem é preciso comparar com preço internacional. Fato é que em 10 anos gasolina não aumentou. Custou R$ 2,65 em 2003 e hoje você consegue abastecer por R$ 2,71. Enquanto isso, uma lata de cerveja aumentou de R$ 0,99 para R$ 1,69.
A mando do governo, o Petrobras congelou o preço, mas agora percebe que não tem condições (caixa) de bancar a construção das plataformas para aumentar a produção, enquanto cada mes aumenta a importação de gasolina (comprado pelo preço internacional, e vendido aqui pelo preço baixo nacional). E infelizmente um salario minimo mais baixo, não significa que o Petrobras vai ter condições de vender a gasolina mais barato...
 
Marcos da Silva em 16/01/2013 15:12:59
E o salário ó!
 
Adriano Magalhães em 16/01/2013 15:12:53
Olha não aguento toda vez é comparado com preços internacionais. porque não comparam tbem o salario minimo tbem. um carro de 100.000,00 aqui la fora é 25.000,00.
 
anderson dias em 16/01/2013 13:13:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions