A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

13/12/2016 06:39

Com variedade de sabores, panetones estão entre 5% e 29% mais caros

Marcas tradicionais sofreram reajuste e produto fabricado pelos supermercados são as opções mais baratas

Elci Holsback
Consumidor tem várias opções de marcas e sabores (Foto: Elci Holsback)Consumidor tem várias opções de marcas e sabores (Foto: Elci Holsback)

Um dos principais produtos do Natal, o panetone de marcas tradicionais está entre 5% e 29% mais caro quando comparado a 2015. Apesar do preço, comerciantes afirmam que os clientes não abrem mão do doce, que a cada ano oferece mais opções de sabores e recheios.

Neste ano, os produtos são encontrados em média R$ 2 mais caros, mas há opções mais baratas, como os fabricados pelos supermercados. Entre as opções com melhores preços , estão o panetone tradicional e o chocotone fabricação própria do supermercado Comper, vendido a R$ 7,90 o de frutas e R$ 8,90 o de chocolate.

Já entre os mais caros estão os sabores Chandelle e Prestígio, da Nestlé que custam R$ 26,50 e o trufado R$ 24,50, mas há opções intermediárias, como panetone tradicional da Nestlé a R$ 11,79, todos com 500 gramas.

No supermercado Legal do bairro Tiradentes, o panetone de frutas Chechels é encontrado por R$ 5,79; o da marca Laurattone é vendido a R$ 6,79 e o Bauducco a R$ 17,90, todos com 500 gramas.

As marcas fabricadas pelos supermercados tem os preços mais acessíveis (Foto: Elci Holsback)As marcas fabricadas pelos supermercados tem os preços mais acessíveis (Foto: Elci Holsback)

No supermercado Pires, também do bairro Tiradentes, havia apenas a marca Tommy, vendida a R$ 10,98. De acordo com o gerente da loja, Edilson Santos, esse é um dos poucos produtos que não foram impactados pela crise e as vendas seguem positivas, mesmo antes e depois das festas de final de ano.

"O panetone sempre vende, as pessoas procuram o ano todo se deixar, é um produto que não tem perda", avalia o gerente que considera que mesmo com valor mais alto, o produto manteve valor estável, o que garante boas vendas.

Mesmo mais caro, produto é muito procurado pelo consumidor (Foto: Elci Holsback)Mesmo mais caro, produto é muito procurado pelo consumidor (Foto: Elci Holsback)

Variedade - As opções de sabor aumentam a cada ano e o tradicional de frutas, ou chocotone, ganharam a companhia dos trufados, recheios de goiabada, morango, mousse e doce de leite, entre outros. Para o consumidor, as opções agradam o paladar, mas são um risco para o bolso, como avalia a universitária Adriana Pereira.

"É uma tentação olhar para tantas opções, cada um melhor que o outro, mas não dá para comprar sem pensar antes. Panetone não pode faltar, mas é melhor comprar os mais baratos e depois das festas arriscamos um desses sabores diferentes, que devem abaixar o preço", comenta.

Sem intenção de comprar qualquer produto da ceia de Natal, a estudante Paula Jurais percebeu que os preços subiram entre o ano passado e este e segundo ela, produtos caros não terão espaço na mesa. "Não pretendo comprar nada supérfluo, nem panetone. Notei que tudo está mais caro", comenta.

Já a dona de casa Maria Souza não percebeu grande diferença no valor dos produtos entre um ano e outro. "Pelo que vi está pouco mais de R$ 1 ou R$ 2 mais caro e algumas marcas, mas acho que o preço está quase igual o Natal passado", comenta. Mesmo antes do Natal, a família já está consumindo panetones. "Cada vez que venho ao mercado levo um, as crianças gostam e não está muito caro se comparar a outros produtos", avalia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions