A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Maio de 2018

18/09/2013 17:18

Começa contratação de 4 mil temporários para comércio da Capital

Zana Zaidan

Com a proximidade do fim do ano, tem início a contratação de funcionários temporários para atuar no comércio. A expectativa é que 4 mil vagas sejam geradas, mas, para isso, a economia, considerada fraca por quem atua no setor, precisa melhorar. “Esperamos que a economia dê uma aquecida a partir de outubro, para que as contratações comecem”, explica o presidente do Sindicato dos Empregos no Comércio, Idelmar da Mota Lima.

Para o sindicato, os supermercados serão os maiores responsáveis pelas contratações. Por outro lado, precisam encontrar estímulos imediatos para fidelizar o trabalhador e enfrentam dificuldades para suprir o quadro de pessoal. “Além de não estimular salarialmente, pedem disponibilidade aos domingos e feriados. Procurem compensar melhor seus funcionários, para que sejam estimulados a permanecer nas empresas”, defende Lima.

Outra questão apontada são salários desta temporada. Para que sejam satisfatórios, o SECCG (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande) convoca quem já atua no setor para discutir os salários que, conforme a data-base de reajuste, começam a valer a partir de 1º de novembro.

A expectativa é que o salário comercial, que hoje é de R$ 767, conforme o sindicato, atinja R$ 837. Isso seria possível com o aumento da reposição da inflação (hoje calculada previamente em 6,15%), mais um aumento real de 3%. “Todos serão beneficiados, inclusive os que forem admitidos para começar a trabalhar neste ano”, afirma Lima.

Na negociação do ano passado, a categoria conseguiu a reposição da inflação e outros 1,8% de reajuste. “Se não conseguirmos chegar em um consenso com o sindicato patronal até o dia 31 de outubro, quando vence a data-base, podemos continuar negociando e, depois recebemos o retroativo”, explica Lima.

Assembleia geralAmanhã (19), os trabalhadores em concessionárias de veículos estão convocados para discutir as propostas salariais e trabalhistas para a Convenção Coletiva de Trabalho 2013/14, na sede da entidade, às 19 horas.

Na sexta-feira (20), será a vez dos trabalhadores no comércio em geral. A assembleia geral será realizada no mesmo horário e local.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions