A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

01/08/2011 11:52

Comércio ainda prepara campanhas para Dia dos Pais e espera aumento de vendas

Paula Vitorino

Consumidores ainda estão em dúvida sobre compra de presente para pais

Gerente espera aumento de vendas e explica estratégias para atrair consumidores. (Foto: Simão Nogueira)Gerente espera aumento de vendas e explica estratégias para atrair consumidores. (Foto: Simão Nogueira)

A duas semanas do Dia dos Pais, o comércio de Campo Grande ainda está “aquecendo” as estratégias de vendas para a data. A maioria das lojas só deve iniciar as campanhas e promoções para os paizões a partir desta semana.

Mas mesmo antes do início da campanha, os comerciantes estão confiantes no aumento das vendas e esperam faturar ao menos 10% a mais que no mês de julho. A Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul (Fecomércio) ainda não divulgou a pesquisa de consumo para a data.

A gerente da Le Postiche, Mari Garcez, explica que as vendas da data ainda não começaram, mas que e a vitrine e as promoções já estão sendo preparadas. A expectativa da lojista é aumentar entre 15% e 20% os lucros.

Na loja Boticário, a campanha para o Dia dos Pais já está em exposição e o interior decorado com a temática da data, mas a gerente keila Huppers explica que a expectativa é de que as vendas comecem a aumentar a partir do início deste mês.

A campanha da loja inclui estojos para os pais, mas também descontos voltados para a linha feminina. A estratégia, explica a gerente, é atrair as mulheres para depois comprarem também o presente do pai.

“Afinal são elas que em maioria compram os presentes para os pais. Dessa forma agradamos os dois públicos”, frisa.

Poucas são as lojas que já exibem promoções para o Dia dos Pais.Poucas são as lojas que já exibem promoções para o Dia dos Pais.

Presentes - Mas enquanto o comércio pensa nas estratégias de vendas, muitos consumidores ainda não tem certeza se vão presentear o pai neste ano.

“Pretendo comprar algum presente, mas vamos ver ainda como vão ficar as finanças. Ano passado não deu para comprar presente”, diz a operadora de telemarketing, Suelen Freitas, de 29 anos.

O presente será para o seu esposo, pai das filhas de 9 e 6 anos. Suelen estima gastar R$ 50 com a compra.

A jovem Fernanda Arruda, de 21 anos, não tem mais pai, mas também quer presentear o pai de seu filho. “A cinco anos compro presente para ele. Já que não tenho mais pai, o presente da data vai para ele”, frisa.

Ela diz que por enquanto só está olhando as opções de presente e deve deixar para a próxima semana a compra. “A gente sempre deixa para a última hora, mesmo”, admite.

O perfil de consumidor para o Dia dos Pais é composto não só por filhos, mas por esposas, que presenteiam os pais de seus filhos, e afilhados. A data comemorativa, para os comerciantes, ocupa o quarto lugar no número de vendas, ficando atrás do Natal, Dias das Mães e Namorados.

Procon da Capital abre campanha para orientar comércio e consumidor no Natal
O Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campo Grande dá início nesta segunda-feira (18) a uma semana de orientação e atendimen...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions