A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

06/07/2011 11:03

Comércio de Campo Grande mostra otimismo e aumenta investimentos

Vanda Escalante

O ICEC (Índice de Confiança dos Empresários do Comércio) divulgado nesta terça-feira (05) pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) aponta que, no comércio campo-grandense, os empresários estão mais otimistas e investindo mais. O índice de confiança de junho fechou em 125,1 pontos contra 124 em maio.

A pesquisa ouviu 366 empresas da Capital. “Depois de meses de vendas difíceis, o consumidor voltou a comprar e isso traz fôlego para o comerciante retomar seus investimentos”, avalia o presidente da Fecomércio MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), Edison Ferreira de Araújo.

Quando segmentado por porte de empresa, os empresários das maiores, com mais de 50 empregados, estão mais confiantes, e o índice chega a 143,2. Para os outros o índice é de 124,7.

O índice de investimentos também sobe entre os maiores. Quando avaliados os segmentos, os empresários de semi-duráveis – como roupas e sapatos, por exemplo – despontam como os mais otimistas. A confiança destes empresários cresceu 7,4% em junho. E essas empresas são as que mais elevaram as perspectivas de contratação de funcionários.

A maioria dos entrevistados aponta melhora na economia brasileira, sendo que 5,5% acham que foi acentuada e 48,4% acham que melhorou um pouco e 78% têm expectativas positivas para o futuro. Quando perguntados sobre as condições da empresa, o índice é ainda maior: 64% vêem melhoras. Aguardam melhorias para as empresas, 91,9% dos entrevistados.

Quanto à perspectiva de contratação de funcionários, 74,4% planejam aumentar os quadros, 8,5% devem promover um aumento expressivo e 65,9% moderado. Falaram em demissões moderadas 21,1% dos empresários e acentuadas 4,5%.

Sobre o atual nível de investimentos, 63,8% estão injetando mais dinheiro nas empresas, dos quais 12,1% elevaram os investimentos substancialmente. Outro indicador da confiança dos empresários é o nível de estoque. Para 64,2% o volume é considerado adequado e 23,9% estocam mais do que consideram adequado. Admitem estar com estoques baixos 10,4% dos entrevistados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions