A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

20/10/2015 23:40

Copom se reúne amanhã e deve manter juros da taxa Selic em 14,25%

Flávio Paes

O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central reúne nesta quarta-feira (21) e deve manter novamente os juros básicos da economia em 14,25% ao ano - permanecendo assim no maior patamar em nove anos. Em setembro, na reunião anterior do Comitê, os juros foram mantidos.

A expectativa é da maior parte dos analistas do mercado financeiro e tem por base indicações da própria autoridade monetária. Na semana passada, em evento do Fundo Monetário Internacional (FMI), no Peru, o presidente do BC, Alexandre Tombini, voltou a dizer que a estratégia da instituição, para a taxa de juros, é de manter o atual nível "por um período suficientemente prolongado" de tempo.

Ao subir os juros ou mantê-los elevados, o Banco Central tenta controlar o crédito e o consumo, atuando assim para segurar a inflação, que tem mostrado resistência neste ano por conta da alta do dólar (que encarece insumos e produtos importados) e dos preços administrados - como telefonia, água, energia, combustíveis e tarifas de ônibus, entre outros.

Por outro lado, ao tornar o crédito e o investimento mais caros, os juros altos prejudicam o nível de atividade da economia brasileira e, também, a geração de empregos. Para este ano, o mercado prevê uma retração do PIB de 3% e, para 2016, de 1,22%. Se confirmado esse cenário, será a primeira vez, desde 1948, o país registra dois anos seguidos de contração na economia

 

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 3,71, de olho no cenário eleitoral
O dólar fechou a sexta-feira (19) em queda com o mercado ainda acompanhando o cenário eleitoral. A moeda caiu 0,26%, vendida a R$ 3,7125. Na semana, ...
Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã
A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o p...
Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 10,88% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,97% na segunda prévia de outubro. A taxa é inferior ao 1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions