A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

14/11/2017 17:42

Elite implantará plataforma que fará aluno da Mace 'levar' a escola no celular

Ricardo Campos Jr.
Colégio Mace em Campo Grande (Foto: divulgação)Colégio Mace em Campo Grande (Foto: divulgação)

Com a fusão da Mace (Moderna Associação Campo-grandense de Ensino) com o grupo carioca Elite, os alunos terão acesso a aplicativos que permitirão “levar” a escola onde quer que estejam por meio do celular. Pelo smartphone será possível rever aulas e fazer exercícios, cujo nível de dificuldade aumenta junto com a capacidade do aluno.

“O aluno será trabalhado individualmente”, afirma Wilson Buzinaro, vice-diretor da instituição de ensino, que continua no cargo junto com toda a equipe pedagógica e demais funcionários.

Segundo ele, a chegada do Elite ocorre em um momento em que a escola queria dar um salto de qualidade, “o que significa investir, principalmente, na área tecnológica e no atendimento ao estudante”, afirma o gestor escolar.

“Encontramos no Elite a possibilidade de dar continuidade à Mace. Esse grupo tem mais poder de investimento, já está se consolidando no Brasil e tem a preocupação com os mesmos valores que a Mace tem”, pontua.

O novo material didático, editado pela Eleva Educação (holding que alberga o grupo Elite), será implementado já a partir do ano que vem. Wilson diz que os professores passarão o próximo mês em treinamento para aperfeiçoar as técnicas de ensino e atuar em harmonia com os propósitos dos novos mantenedores.

Pais de todos os alunos foram comunicados de forma oficial sobre a venda da Mace em uma reunião nessa segunda-feira (13). Porém, no decorrer dos próximos dias serão feitos encontros específicos com os responsáveis pelos estudantes de cada turma para que saibam como será a nova metologia.

“O vice, que sou eu, os coordenadores de todas as séries e o quadro de professores serão mantidos. Isso dá ao pai a credibilidade da continuidade. A metodologia de ensino será a mesma, o que muda é o material didático”, pondera.

A Mace passará a se chamar Elite Mace após a venda. O grupo também tornou-se dono das unidades de Dourados e Ponta Porã do colégio Total, que passará a se chamar Elite Total. Os estabelecimentos de ensino internamente passarão a ser chamados segundo os novos nomes, mas a implementação da nova marca será feita gradativamente.

Com aproximadamente 15,5 mil alunos somente no Rio de Janeiro, o Elite surgiu em 1999 pelos esforços de um grupo de jovens recém-formados no ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) em uma pequena sala em Madureira. Além de Mato Grosso do Sul, também está presente no Paraná e Minas Gerais.

Vendas por consórcio batem recorde em setembro e somam mais de R$ 73 bi no ano
As vendas de bens e serviços por meio de consórcios foram recorde em setembro, com o escoamento de 230 mil cotas. O resultado ficou 9% acima do regis...
Rússia suspende importação de carnes bovina e suína do Brasil
A Rússia vai suspender novamente a importação de carnes do Brasil. A decisão valerá a partir de 1º de dezembro, conforme anunciou a autoridade sanitá...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions