A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018

06/04/2018 11:23

Empresas vão investir R$ 18 milhões em sementes, alimentos e fertilizantes

Investimentos preveem a criação de 87 novos postos de trabalho

Kleber Clajus
Vereador João César Mattogrosso (PSDB), prefeito Marquinhos Trad (PSD) e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Fernando Buainain participaram de evento para concessão de benefícios fiscais a empresas (Foto: Kleber Clajus)Vereador João César Mattogrosso (PSDB), prefeito Marquinhos Trad (PSD) e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Fernando Buainain participaram de evento para concessão de benefícios fiscais a empresas (Foto: Kleber Clajus)

Empresas dos segmentos de distribuição de alimentos, produção de fertilizantes e sementes pretendem investir R$ 18 milhões em Campo Grande. Grupo composto pela Distribuidora de Alimentos Ikeda, Fertiquímica e Casa das Sementes recebeu da prefeitura, nesta sexta-feira (6), incentivo fiscal, além de doação de área em polos empresariais da Capital.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) ressaltou que, ao conceder descontos no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza), vem de retorno a cidade 87 novos empregos. Investimentos, neste caso, foram beneficiados pelo Prodes (Programa de Incentivos para o Desenvolvimento Econômico e Social).

Houve doação para a Alimentos Ikeda de área de 5 mil m², localizada no Polo Empresarial Oeste, bem como redução de 2% na alíquota do ISSQN em obras de construção e 30% de IPTU por três anos. Mesma metragem e localização foi concedida a Fertiquímica, que nos próximos cinco anos pagará 2% menos de ISSQN de construção e 30% no IPTU. A Casa das Sementes, por sua vez, requereu doação de área de 37 mil m² na Avenida Duque de Caxias, no Nova Campo Grande, e vai receber desconto de 2% no ISSQN e 50% no IPTU.

Todas as propostas tiveram aval do Codecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico), dos vereadores por se tratar de renúncia de receita e, agora, a sanção do prefeito.

"A Câmara Municipal é parceira, mas fiscal desses projetos para ter certeza de que isso não vai ficar somente no papel", observou o vereador e presidente da Comissão Permanente de Indústria, Comércio, Agropecuária e Turismo, João César Mattogrosso (PSDB).

Para o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Luiz Fernando Buainain, houve avanço na concessão de incentivos fiscais, desde o ano passado, com a projeção de R$ 600 milhões em novos empreendimentos, assim como oferta de 3 mil novos postos de trabalho.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions