A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/11/2009 22:58

Enersul aplicará mais de R$ 3 mi em programas sociais

Redação

Para o biênio 2010/2011, é meta da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul) aplicar R$ 3.127.387,50 em programas destinados a comunidades de baixa renda, com troca de lâmpadas, de fiação elétrica e entrega de geladeiras novas às famílias com consumo de energia entre 100kw e 200kw (quilowatts) por mês.

A informação é do supervisor de eficiência energética da Enersul, Emerson Rivelino Nantes Alves, que hoje à tarde participou de reunião do Colegiado de Eficiência Energética de Mato Grosso do Sul na presidência da Assembleia Legislativa. Durante a reunião foram aprovadas as metas de investimentos para o próximo biênio, que totalizam R$ 6,2 milhões.

Serão atendidos nove bairros de Campo Grande (Coophavila II; Talismã; Tijuca II; Aero Rancho; Serradinho; Jardim das Hortências; Jardim Nascente do Segredo; Parque dos Laranjais e Jardim Colorado) e 15 municípios do interior do estado (Sidrolândia; Bataguassu; Tacuru; Amambai; Chapadão do Sul; Naviraí; Rio Verde de Mato Grosso; Miranda; Alcinópolis; Ribas do Rio Pardo; Água Clara; Dourados; Camapuã; Sonora e Bandeirantes).

Ao setor Poder Público, será destinado R$ 1.042 milhão. O setor Comércio e Serviços receberá R$ 500 mil e o setor Industrial, R$ 1.563 milhão. Os recursos devem ser aplicados em programas que tenham como objetivo garantir a eficiência energética, com redução do consumo de energia elétrica.

De acordo com balanço apresentado pelo supervisor da Enersul, foram investidos mais de R$ 14 milhões em eficiência energética no estado. Do total, R$ 6.931.373 foram destinados aos programas para comunidades de baixa renda.

Já o Poder Público, recebeu R$ 1.290.000. O setor Comércio e serviços ficou com R$ 2.834.000 e a Indústria, R$ 1.882.000. No setor de Agronegócios, foram aplicados R$ 1.411.000.

O pacote de recursos atendeu 29 municípios, entre bairros, associações e hospitais. Em Campo Grande, foram beneficiados 14 bairros.

A reunião de hoje foi a quinta do grupo de trabalho. O deputado estadual Paulo Corrêa (PR) representa a Casa de Leis e preside o colegiado.

A apresentação das propostas ocorrem anualmente, em conformidade com lei federal que exige que as concessionárias de serviços públicos de distribuição de energia elétrica apliquem, no mínimo, 0,5% de suas receitas operacionais líquidas em programas de eficiência energética. Após aprovação pelo colegiado, as propostas seguem para a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). (Com informações do Portal da Assembleia Legislativa).

Empresas têm até 20 de dezembro para optar pela antecipação do eSocial
Empresas podem optar pela antecipação da implantação do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSoci...
Prazo para regularizar débitos com fisco estadual vence na sexta-feira
Contribuintes que possuem débitos com o fisco estadual têm até sexta-feira (15) para aderirem ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) de Mato Gross...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions