A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

26/11/2009 22:58

Enersul aplicará mais de R$ 3 mi em programas sociais

Redação

Para o biênio 2010/2011, é meta da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul) aplicar R$ 3.127.387,50 em programas destinados a comunidades de baixa renda, com troca de lâmpadas, de fiação elétrica e entrega de geladeiras novas às famílias com consumo de energia entre 100kw e 200kw (quilowatts) por mês.

A informação é do supervisor de eficiência energética da Enersul, Emerson Rivelino Nantes Alves, que hoje à tarde participou de reunião do Colegiado de Eficiência Energética de Mato Grosso do Sul na presidência da Assembleia Legislativa. Durante a reunião foram aprovadas as metas de investimentos para o próximo biênio, que totalizam R$ 6,2 milhões.

Serão atendidos nove bairros de Campo Grande (Coophavila II; Talismã; Tijuca II; Aero Rancho; Serradinho; Jardim das Hortências; Jardim Nascente do Segredo; Parque dos Laranjais e Jardim Colorado) e 15 municípios do interior do estado (Sidrolândia; Bataguassu; Tacuru; Amambai; Chapadão do Sul; Naviraí; Rio Verde de Mato Grosso; Miranda; Alcinópolis; Ribas do Rio Pardo; Água Clara; Dourados; Camapuã; Sonora e Bandeirantes).

Ao setor Poder Público, será destinado R$ 1.042 milhão. O setor Comércio e Serviços receberá R$ 500 mil e o setor Industrial, R$ 1.563 milhão. Os recursos devem ser aplicados em programas que tenham como objetivo garantir a eficiência energética, com redução do consumo de energia elétrica.

De acordo com balanço apresentado pelo supervisor da Enersul, foram investidos mais de R$ 14 milhões em eficiência energética no estado. Do total, R$ 6.931.373 foram destinados aos programas para comunidades de baixa renda.

Já o Poder Público, recebeu R$ 1.290.000. O setor Comércio e serviços ficou com R$ 2.834.000 e a Indústria, R$ 1.882.000. No setor de Agronegócios, foram aplicados R$ 1.411.000.

O pacote de recursos atendeu 29 municípios, entre bairros, associações e hospitais. Em Campo Grande, foram beneficiados 14 bairros.

A reunião de hoje foi a quinta do grupo de trabalho. O deputado estadual Paulo Corrêa (PR) representa a Casa de Leis e preside o colegiado.

A apresentação das propostas ocorrem anualmente, em conformidade com lei federal que exige que as concessionárias de serviços públicos de distribuição de energia elétrica apliquem, no mínimo, 0,5% de suas receitas operacionais líquidas em programas de eficiência energética. Após aprovação pelo colegiado, as propostas seguem para a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). (Com informações do Portal da Assembleia Legislativa).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions