A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

02/12/2009 08:19

Estado pode transferir conta dos servidores para Caixa

Redação

O governador André Puccinelli confirmou na manhã de hoje que estuda a possibilidade de transferir a folha de pagamento dos servidores estaduais do Banco do Brasil para a CEF (Caixa Econômica Federal).

Ele não explica o motivo, apenas diz que "o BB deixou de cumprir o que devia", dando a entender que o banco desrespeitou cláusula de contrato referente às contas dos servidores públicos estaduais, que equivale a R$ 120 milhões ao mês.

"Se o BB não voltar atrás no que ele deve voltar, eu gostaria de migrar para a Caixa", mandou recado o governador Puccinelli. Um dos motivos seria as taxas de juros praticadas.

Reuniões com diretores da CEF te ocorrido nas últimas semanas, e vantagens são apresentadas ao governo para que seja consumada a transferência.

A indenização, prevista em caso de rompimento do contrato com o Banco do Brasil, seria paga pela CEF, caso o acordo seja fechado com o Estado.

No dia 31 de dezembro do ano passado, o governo de Mato Grosso do Sul publicou em Diário Oficial, dispensa de licitação e efetivou um termo aditivo para prorrogar até dezembro de 2013 o contrato de prestação de serviços financeiros com o BB (Banco do Brasil).

Para administrar a folha de pagamento dos servidores estaduais, o Banco do Brasil pagou R$ 20,1 milhões ao Estado.

O Campo Grande News> entrou em contado com as secretarias de Administração e de Fazenda, mas nenhuma esclareceu quais seriam os motivos do posssível rompimento do contrato.

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 3,71, de olho no cenário eleitoral
O dólar fechou a sexta-feira (19) em queda com o mercado ainda acompanhando o cenário eleitoral. A moeda caiu 0,26%, vendida a R$ 3,7125. Na semana, ...
Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã
A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o p...
Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 10,88% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,97% na segunda prévia de outubro. A taxa é inferior ao 1...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions