A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/02/2009 22:59

Exportações de janeiro ficam estagnadas no Estado

Redação

As exportações realizadas por Mato Grosso do Sul em janeiro deste ano apresentaram uma variação de acréscimo de 0,72% a mais em relação ao mesmo período no ano passado, conforme balanço divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento. Em janeiro de 2008 as exportações renderam U$$ 84,9 milhões de dólares ao Estado, enquanto neste ano o valor arrecado foi de U$$ 85,558 milhões.

A carne desossada de bovinos continua sendo o carro chefe das exportações e gerou o maior montante exportado nesse ano, com um crescimento de 82,94% em relação a 2008. Tanta exportação influencia no encarecimento da carne, pela falta do produto no mercado interno.

O produto líder nas exportações de janeiro deste ano foi a carne desossada, responsável por 20,26% das exportações. No início de 2008, Mato Grosso do Sul lucrou U$$ 9,4 milhões de dólares exportando o produto, enquanto neste ano U$$ 17,3 milhões foram injetados nas exportações de carnes desossadas.

Um dado importante é que o Frigorífico Independência, que demitiu 400 dos 550 funcionários na unidade de Campo Grande, fechou janeiro deste ano exportando U$$ 11 milhões para o exterior. No ano passado, o frigorífico obteve lucro de U$$ 9 milhões com as exportações e isso comprova um acréscimo de 18,9%.

Em Dourados, por exemplo, a empresa Seara conquistou um acréscimo de 13,9%. No início de 2008 as vendas registraram U$$ 9,7 milhões, enquanto neste ano U$$ 11 milhões foram exportados da empresa.

Outro setor que demonstrou crescimento bastante considerável (128%) em relação ao início do ano passado foi o sucroalcooleiro. A venda de açúcar rendeu a Mato Grosso do Sul U$$ 2,9 milhões em janeiro deste ano, contra U$$ 1,2 milhão contabilizado no ano passado. Com isso, o produto torna-se o sétimo mais exportado.

Já o setor de mineração sofreu um dos mais consideráveis impactos, ficando a exportação de minério de ferro em 26ª colocação no ranking de produtos mais exportados por MS, num cenário em que sempre costumava se destacar em primeiro. Neste ano o percentual de 96,28% a menos é baseado na venda do produto que obteve U$$ 215 mil dólares, enquanto em 2008 chegou a render U$$ 5,7 milhões.

Esse foi o principal motivo para a mineradora MMX, instalada em Corumbá, decidisse suspender seus trabalhos até abril, com suspensão de ocntratos de aproximadamente 620 funcionários.

No ano passado a mineradora exportou U$$ 961 mil dólares só em janeiro, enquanto neste ano negociou apenas U$$ 215 mil.

Mês a mês o Ministério do Desenvolvimento faz a balança comercial das exportações de cada Estado. Assim é mais fácil acompanhar o cenário da crise. Segundo o Ministério, os principais países importadores de produtos de Mato Grosso do Sul são França, Rússia, Arábia Saudita e Coréia do Sul.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions