A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/03/2009 21:02

Fiems pretende trazer indústrias têxteis para a Capital

Redação

Durante reunião realizada hoje à tarde com representantes de três empresas têxteis, na Casa da Indústria, o presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen, disse que defende a viabilização de condições para que indústrias deste setor se instalem no Estado, principalmente em Campo Grande.

Ele, o vice-prefeito Edil Albuquerque (PMDB), o vice-presidente da Fiems, Alonso do Nascimento e o superintendente do Banco do Brasil, Caio Neves, se reuniram com representantes das empresas têxteis Marcyn Lingerie, Shoulder Confecções e Adatex Fios Especiais.

Segundo Longen, é meta do Estado a instalação cada vez maior de empresas e indústrias, afinal, um leque de oportunidades de emprego pode ser gerado, bem como a economia de Mato Grosso do Sul passará por um momento de fomento. Com isso, a crise pode ser afastada, de acordo com o presidente da Fiems.

Após a reunião com os empresários Márcio Graicer e Marcos Zaborowsky, estes informaram que a Marcyn Lingerie conta com 600 funcionários na unidade de São Paulo (SP) e estudam abrir uma filial da empresa no Estado do mesmo porte da empresa paulista.

Já o empresário Daniel Mehler se entusiasmou com a reunião. Ele mantém uma unidade industrial da Adatex, responsável por produzir fios especiais e que responde por 500 postos de trabalho na cidade de Jacareí, no interior de São Paulo. Por recomendações veio conhecer as potencialidades de Campo Grande e estuda a transferência da fábrica à Capital.

O superintendente do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul, Caio Neves, explicou aos empresários que a instituição administra o FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) e que em 2008 foram liberados R$ 900 milhões, sendo que já está disponível para investimentos este ano cerca de R$ 1 bilhão.

Edil Albuquerque disse que a prefeitura de Campo Grande pode oferecer uma política de incentivos muito boa aos empresários. O vice-prefeito ainda frisou que os empresários tem total liberdade em manifestar o interesse pelas áreas mais adequadas para o desenvolvimento dos empreendimentos, que a prefeitura tratará a questão com particularidade.

Interesse

O empresário David Brobrow, da TDB Têxtil, que já tem duas unidades da Tip Top, também participou da reunião e disse que quer ampliar os negócios. Para ele, as parcerias da Fiems e do município foram fundamentais para a vinda e a expansão do empreendimento ao Estado.

Longen aproveitou a ocasião para pedir a Edil que articule junto ao governo do Estado a prorrogação do prazo dos incentivos fiscais para o setor têxtil até 2018. Esta reivindicação está sendo negociada há um ano pela Fiems e pelo Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação de Mato Grosso do Sul).

Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions