A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

12/03/2009 21:02

Fiems pretende trazer indústrias têxteis para a Capital

Redação

Durante reunião realizada hoje à tarde com representantes de três empresas têxteis, na Casa da Indústria, o presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen, disse que defende a viabilização de condições para que indústrias deste setor se instalem no Estado, principalmente em Campo Grande.

Ele, o vice-prefeito Edil Albuquerque (PMDB), o vice-presidente da Fiems, Alonso do Nascimento e o superintendente do Banco do Brasil, Caio Neves, se reuniram com representantes das empresas têxteis Marcyn Lingerie, Shoulder Confecções e Adatex Fios Especiais.

Segundo Longen, é meta do Estado a instalação cada vez maior de empresas e indústrias, afinal, um leque de oportunidades de emprego pode ser gerado, bem como a economia de Mato Grosso do Sul passará por um momento de fomento. Com isso, a crise pode ser afastada, de acordo com o presidente da Fiems.

Após a reunião com os empresários Márcio Graicer e Marcos Zaborowsky, estes informaram que a Marcyn Lingerie conta com 600 funcionários na unidade de São Paulo (SP) e estudam abrir uma filial da empresa no Estado do mesmo porte da empresa paulista.

Já o empresário Daniel Mehler se entusiasmou com a reunião. Ele mantém uma unidade industrial da Adatex, responsável por produzir fios especiais e que responde por 500 postos de trabalho na cidade de Jacareí, no interior de São Paulo. Por recomendações veio conhecer as potencialidades de Campo Grande e estuda a transferência da fábrica à Capital.

O superintendente do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul, Caio Neves, explicou aos empresários que a instituição administra o FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) e que em 2008 foram liberados R$ 900 milhões, sendo que já está disponível para investimentos este ano cerca de R$ 1 bilhão.

Edil Albuquerque disse que a prefeitura de Campo Grande pode oferecer uma política de incentivos muito boa aos empresários. O vice-prefeito ainda frisou que os empresários tem total liberdade em manifestar o interesse pelas áreas mais adequadas para o desenvolvimento dos empreendimentos, que a prefeitura tratará a questão com particularidade.

Interesse

O empresário David Brobrow, da TDB Têxtil, que já tem duas unidades da Tip Top, também participou da reunião e disse que quer ampliar os negócios. Para ele, as parcerias da Fiems e do município foram fundamentais para a vinda e a expansão do empreendimento ao Estado.

Longen aproveitou a ocasião para pedir a Edil que articule junto ao governo do Estado a prorrogação do prazo dos incentivos fiscais para o setor têxtil até 2018. Esta reivindicação está sendo negociada há um ano pela Fiems e pelo Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação de Mato Grosso do Sul).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions