A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

26/09/2013 18:49

Geada reduz teor de açúcar e de etanol na safra de cana em MS

Lidiane Kober

O clima atípico dos últimos três meses, com constantes geadas, obrigou usinas a antecipar a colheita de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul, prejudicando a qualidade do produto. Na primeira quinzena de setembro, o volume de açúcar, etanol anidro e etanol hidratado tiveram queda, respectivamente, de 37,69%, 14,66% e 11,50%, em relação ao mesmo período da safra 2012/2013.

O teor de etanol total também reduziu com variação negativa de 12,30%, comparada à primeira produção quinzenal de setembro da safra passada e o número de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) produzidos por tonelada de cana caiu 21,74%, atingindo 119,28 kg.

De forma geral, o volume de cana-de-açúcar processada neste período no Estado atingiu 2,90 milhões de toneladas, diferença de apenas 0,31% se comparado ao mesma época da safra passada, que apresentou 2,91 milhões de toneladas.

Se comparados os números da produção acumulada desde o início da safra 2013/2014 até a primeira quinzena de setembro, com o mesmo período da safra anterior, houve um crescimento de 18,89%, totalizando 28,93 milhões de toneladas de cana.

“Apesar de a produção ter apresentado um crescimento, infelizmente ocorreu a perda de qualidade na cana, devido a antecipação da colheita após as geadas”, afirmou o presidente da Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul), Roberto Hollanda Filho.

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 3,71, de olho no cenário eleitoral
O dólar fechou a sexta-feira (19) em queda com o mercado ainda acompanhando o cenário eleitoral. A moeda caiu 0,26%, vendida a R$ 3,7125. Na semana, ...
Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã
A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o p...
Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 10,88% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,97% na segunda prévia de outubro. A taxa é inferior ao 1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions