A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

30/08/2017 14:11

Governo já cancelou 1,5 mil auxílios-doença em MS e revisa o total de 7,8 mil

Osvaldo Júnior

O Governo Federal já cancelou 1,5 mil auxílios-doença em Mato Grosso do Sul. No total, a perícia atinge 7.832 benefícios. Os dados são do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e foram informados pela Fapems (Federação dos Aposentados e Pensionistas de MS). Além disso, estão sendo revisados 14.430 aposentadorias por invalidez no Estado.

A intenção do governo é manter apenas 10% dos auxílios-doenças do total que está sendo revisado e, assim, economizar, R$ 10 bilhões. Para a Fapems, isso pode provocar caos social no Estado e em todo o País.

“Se fossem cortados 30% dos salários dos deputados federais e senadores e reduzissem o número de assessores, o País poderia fazer uma economia significativa. E eles [os parlamentares] teriam condições de suportar esses cortes”, disse o presidente do Fapems, Alcides dos Santos Ribeiro.

“Mas os beneficiários, que são em geral, pessoas que recebem até dois salários mínimos, não teriam condições de enfrentar essa perda”, acrescentou.

Invalidez – O pente-fino das aposentadorias por invalidez do governo federal vai atingir 14.430 benefícios em Mato Grosso do Sul. Estão sendo convocados aposentados com menos de 60 anos, cujos benefícios não são revisados há mais de dois anos.

Quem receber a carta de convocação deve entrar em contato com o INSS pelo número 135 em até cinco dias corridos (exceto domingo) e agendar a perícia. Quem não fizer o agendamento terá o benefício suspenso, de acordo com o Instituto.

Segundo o INSS, os segurados com mais de 60 anos que recebem aposentadorias por invalidez estão isentos da perícia e têm seus benefícios garantidos de forma definitiva.

Esses novos convocados fazem parte do pente-fino que começou no ano passado e abrangeu primeiro os segurados que recebem auxílio-doença e que também estão sem revisão há mais de dois anos. O pente-fino no caso desses segurados ainda está sendo feito.

Ainda de acordo com o INSS, a partir da suspensão, são contados 60 dias para que se marque a perícia. Se o agendamento for feito nesse prazo, o benefício é liberado até a realização da perícia. Passados os 60 dias sem que o beneficiário se manifeste, o benefício será cancelado.

Corte de auxílios do INSS podem criar 'caos social', dizem sindicalistas
O corte dos auxílios-doença de 90% dos convocados pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) no pente-fino realizado em todo o país pode levar o...
INSS convoca 14 mil aposentados por invalidez para perícia médica em MS
O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social e o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) começaram, na última sexta-feira (25), a convocar aposenta...
Câmara aprova parcelamento de dívidas de Estados e municípios com o INSS
A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira, 22, em plenário, a medida provisória 778/2017, que permite Estados e municípios parcelarem...
INSS começa a pagar 13º dos aposentados e pensionistas a partir de sexta-feira
O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começa a pagar a partir da próxima sexta-feira (25) a primeira parcela do 13º salário dos aposentados e ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions