ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Governo nunca interferiu em preço de combustível, diz presidente da Petrobras

Poder Executivo é alvo de pressões de caminhoneiros por causa do aumento do preço do diesel

Por Fabrício de Castro, Eduardo Rodrigues e Emilly Behnke | 05/02/2021 10:19
Frentista retira mangueira para abastecer veículo na Capital (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)
Frentista retira mangueira para abastecer veículo na Capital (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirmou nesta sexta-feira, 5, que o governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, nunca interferiu em preços ou atos internos da estatal. "Preços de combustíveis são determinados por questões globais", disse. "Fazer diferente disso, como no passado, foi desastroso. Isso contribui para piorar a percepção de risco do Brasil, que tem reflexo na taxa de juros e na taxa de câmbio", acrescentou.

Castello Branco, o presidente da República e ministros do governo participaram de reunião na manhã desta sexta, no Palácio do Planalto. Além de Castello Branco e Bolsonaro estiveram os ministros Paulo Guedes (Economia), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Na quinta-feira, em transmissão ao vivo nas redes sociais, Bolsonaro afirmou que gostaria de "tornar a questão pública" e colocar "em pratos limpos" a composição do preço do óleo diesel. O governo é alvo de pressões de caminhoneiros por causa do aumento do preço do diesel.

Bolsonaro afirmou na quinta que espera sair da reunião com uma proposta ou projeto lei, que traga mais previsibilidade para o preço do combustível.

O governo estuda, em especial, alternativas quanto à incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias