A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

19/11/2008 17:28

Governo pode adiar pagamento do simples por 2 meses

Redação

O governo federal quer adiar o pagamento do Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Micro e Pequenas Empresas (Simples) de 30 a 60 dias, o que dará fôlego de capital de giro para cerca de 3 milhões de pequenas empresas. A medida foi anunciada hoje (19) pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, e pelo governador de São Paulo, José Serra, após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Os governos federal, estaduais e municipais arrecadam R$ 23 bilhões por ano com o Simples, conforme o governador Serra. Com o adiamento, as pequenas empresas ganhariam reforço de caixa de aproximadamente R$ 2 bilhões.

\"Vai dar capital de giro para o segmento que tem mais dificuldade de consegui-lo agora, no momento em que há restrição de crédito e as taxas de juros estão elevadas. A medida poderá estimular esse segmento a ajudar a manter a atividade econômica\", explicou o ministro.

De acordo com Mantega, a expectativa é a medida começar a valer a partir de dezembro, desde que o ministério, governadores e prefeitos cheguem a um consenso sobre o prazo, de um mês ou dois meses - já que os impostos são divididos entre os entes federativos.

Serra informou que a idéia é apresentar a proposta aos secretários de Fazenda de São Paulo, do Maranhão e da Receita - que compõem o comitê gestor do Simples - para que o comitê defina o adiamento. "Acho perfeitamente viável. Melhora as condições de capital de giro de pequenas e micro empresas, inclusive para o fim do ano. Acho que o governo federal está correto em atuar anticiclicamente", disse Serra.

 

Dólar sobe 1% e fecha quinta-feira cotado acima dos R$ 3,70
O dólar fechou a quinta-feira (18) cotado acima dos R$ 3,70. A moeda subiu 1,16%, atingindo R$ 3,7250. O Índice Bovespa (Bolsa de Valores de São Paul...
Loja terá que pagar indenização por colocar nome de consumidor no SPC e Serasa
Os desembargadores da 5ª Câmara Cível negaram recurso da rede de varejo Casas Bahia contra sentença que a condenou ao pagamento de R$ 7 mil por danos...
Justiça condena empresa telefônica por bloquear linha de cliente
Os desembargadores da 3ª Câmara Cível negaram recurso da companhia telefônica Tim, condenada em primeiro grau a pagar R$ 8 mil a um morador de Três L...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions