A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/08/2009 09:30

Grupo de trabalho vai confrontar valor de compra do gás

Redação

Após reunião com a direção da Petrobras, na semana passada, foram compostos dois grupos de trabalho, um com membros da estatal e outro com representantes de Mato Grosso do Sul para acompanhar e confrontar os números em relação à importação do gás natural boliviano.

A informação foi dada esta manhã pelo governador, André Puccinelli. Ele disse que a intenção é dar transparência ao processo de importação. O governador tem falado que a Petrobras subfatura o preço do combustível comprado de sua subsidiária TBG, na Bolívia, e recolhe menos ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) que o devido.

A manobra consistiria no enquadramento indevido do maior volume importado na faixa de menor valor de compra. Quanto ao processo administrativo do governo de São Paulo para cobrança de ICMS pelo gás que é queimado, ou seja, importado, mas não distribuído a consumidores, André disse que os interesses convergem com os de Mato Grosso do Sul. Para ele, o volume deve ser tributado uma vez que entrou no País, independente da destinação.

Agências têm até hoje para se credenciar para receber turistas chineses
Agências de turismo e viagens do Brasil que têm interesse em trabalhar com turistas chineses devem se habilitar junto ao Ministério do Turismo. O pr...
Receita Federal paga R$ 43 milhões no último lote do Imposto de Renda em MS
A Receita Federal paga nesta sexta-feira (15) o último lote do IRPF (Imposto sobre a Renda da Pessoa Física), de 2017, que contempla 30.300 contribui...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions