A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018

14/04/2009 07:10

Importações de gás caem 12% em valores e 32% em volume

Redação

Dados da balança comercial apontam que no primeiro trimestre deste ano Mato Grosso do Sul importou um volume de gás boliviano 32% menor que no mesmo período do ano passado.

O volume é mensurado na balança por quilos, embora a compra do gás tenha como medida o metro cúbico. Conforme a balança, foram importados pelo Estado 1.460.923.422 quilos de gás natural boliviano entre janeiro e março ao passo em que no mesmo período do ano passado foram 2.159.670.583.

Já em valores a redução foi de 12,67%, de US$ 548.521.531 a US$ 479.004.708. O gás natural boliviano é tributado em Mato Grosso do Sul de onde é distribuído para o resto do País.

Com a redução da compra e, recentemente, do preço do gás, a reveita de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) tem sofrido forte abalo, segundo o governo.

A queda na arrecadação do Estado começou em dezembro, quando o Brasil comprava cerca de 32 milhões de metros cúbicos de gás da Bolívia e reduziu a 19 milhões.

O governo do Estado ainda trabalha com projeções, mas informa que se não houver uma decisão política do governo federal de pelo menos retomar a compra dos 24 milhões de metros cúbicos do gás boliviano, Mato Grosso do Sul continuará com queda na arrecadação de R$ 52 milhões. Além da redução da compra, houve queda de 40% na cotação internacional do combustível.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions