A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

04/11/2011 11:47

Inflação de 2011 já é de 5,56% e em outubro foi puxada pelos alimentos

Marta Ferreira
Alimentos puxaram alta da inflação no mês de outubro. (Foto: João Garrigó)Alimentos puxaram alta da inflação no mês de outubro. (Foto: João Garrigó)

O custo de vida aumentou em Campo Grande 0,41% no mês de outubro, segundo o IPC (Índice de Preços ao Consumidor), divulgado hoje. Isso significa que houve alta em relação a setembro, quando a inflação foi de 0,37%.

Nos primeiros dez meses do ano, a inflação em Campo Grande já chega a 5,56%, perto do percentual alcançado em 2010, que foi de 6,32%.

Em novembro, por ordem, os grupos que compõe o índice que tiveram maior alta foram a alimentação, com 1,32% e o vestuário, com 1,08%. Depois, vêm os grupos de transportes (0,38%), saúde (0,15%), despesas Pessoais 0,09% e Educação 0,01%, e o único grupo a apresentar variação negativa foi habitação (-0,13%).

Nos últimos 12 meses, a inflação acumulada este é de 7,17%, acima do limite superior da meta inflacionária estabelecida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional) que é de 6,5%.

Até o fim do ano, a expectativa é que a inflação até o final do ano permaneça em patamares baixos, ficando no topo da meta estabelecida, como prevê o pesquisador do Nepes ( Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais) da universidade Anhanguera-Uniderp, do Nepes, José Francisco dos Reis Neto. O núcleo é responsável pela pesquisa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions