A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/01/2013 11:20

Intenção de consumo em Campo Grande cresce 5,29 % em janeiro

Pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo indica que consumidor guarda dinheiro para aproveitar liquidações

Carlos Martins
Liquidações no início do ano fizeram crescer movimento no comércio (Foto: Rodrigo Pazinato)Liquidações no início do ano fizeram crescer movimento no comércio (Foto: Rodrigo Pazinato)

Pesquisa realizada em Campo Grande mostrou que a intenção de consumo entre as famílias cresceu 5,29 em janeiro comparado a dezembro. Na opinião do presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio MS), Edison Ferreira Araújo, o aumento indica que boa parte dos consumidores guarda algum dinheiro para aproveitar as liquidações de início do ano. A pesquisa foi realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

“O consumidor já está acostumado com as queimas de estoque tradicionais de início de ano e alguns até adiam as compras do período natalino para aproveitar a queda de preços”.

A pesquisa da CNC mostra, ainda, que um dos fatores importantes na composição do índice, a avaliação do emprego atual melhorou muito. O índice de avaliação do emprego atual que estava em 129,5 pontos em dezembro passou a 144,1 em janeiro. Se disseram mais seguros no emprego, 56% dos entrevistados. A perspectiva profissional também reagiu: de 152,8 pontos passou a 161 pontos o que significa que 79,2% têm perspectivas profissionais positivas.

Os campo-grandenses também fizeram neste mês uma melhor avaliação da renda atual. Dos entrevistados, 58,9% dizem que a renda melhorou. Sobre o acesso ao crédito, 62,3% acham que está mais fácil e 26% consideram mais difícil. Por fim, em relação ao consumo atual a pesquisa mostrou uma divisão. Enquanto 38,4% dizem que estão comprando mais que no mesmo período do ano passado, 31% afirmam que reduziram o consumo e 30% afirmam que estão consumindo na mesma proporção.

Índice usado em contratos de aluguel acumula queda de 0,68% em 12 meses
O IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), usado no reajuste de contratos de aluguéis, acumula queda (deflação) de 0,68% em 12 meses, de acordo com ...
Empresas têm até 20 de dezembro para optar pela antecipação do eSocial
Empresas podem optar pela antecipação da implantação do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSoci...
Prazo para regularizar débitos com fisco estadual vence na sexta-feira
Contribuintes que possuem débitos com o fisco estadual têm até sexta-feira (15) para aderirem ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) de Mato Gross...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions