A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

25/01/2017 11:00

Marquinhos visita polo industrial e diz querer empresários mais próximos

Elci Holsback e Renata Volpe Haddad
Prefeito prometeu proximidade com empresários. (Foto: Renata Volpe Haddad)Prefeito prometeu proximidade com empresários. (Foto: Renata Volpe Haddad)

O prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD) visitou nesta manhã o Polo Industrial Norte, na região do Indubrasil. Acompanhado do do titular da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia) Luiz Fernando Buainain, Trad participou da primeira edição da Sedesc Itinerante, que aconteceu na empresa Ecomáquinas.

O objetivo da visita foi ouvir as reivindicações do setor. "Não há porque o município ficar longe do empresário, que gera renda. Precisamos acabar com a história de o prefeito atender empresário apenas em salas fechadas. Enquanto não houver envolvimento com o setor, não haverá desenvolvimento da cidade", destacou o prefeito.

Trad reforçou ainda que o polo é o mais desenvolvido da Capital e pode ainda colaborar para o desenvolvimento da cidade e inserção social. "Pode gerar emprego e assim, reduzir a violência e criminalidade", avalia.

Com 42 terrenos e 38 indústrias, o Polo Industrial Norte enfrenta problemas de logística, como aponta o proprietário da Ecomáquinas e presidente da Assepen (Associação de Empresários do Polo Empresarial Norte), Luclécio Festa. Ele entregou ofício com as principais reivindicações do conjunto ao prefeito. O asfalto na entrada e saída do polo é a principal preocupação dos empresários. Em outubro, o Governo do Estado entregou pavimentação na região, mas segundo os industriais, ainda é preciso melhorar o acesso em outros pontos.

"As vias de acesso de entrada e saída precisam ser melhoradas, assim como não há sinalização que indiquem onde está o polo. Muitos empresários nem sabem onde fica o polo e tem dificuldade de chegar aqui", comenta Festa.

Entre as solicitações estão ainda mais linhas de ônibus e pontos cobertos, limpeza da área, em especial dos matos, para garantir mais segurança e a construção da sede da associação, já que, conforme o presidente da associação, há um terreno sem uso e o interesse que no local haja creche e unidade de atendimento médico para os trabalhadores do polo.

Festa também solicitou a liberação das escrituras das empresas e, segundo o secretário, parte das liberações já estão em andamento.

De acordo com o superintendente da Sedesc, Diter Dreyer, que também participou da iniciativa, até a primeira quinzena de fevereiro haverá definição sobre as reivindicações do Polo Industrial Norte e adiantou que a primeira reunião do Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico) suspensa há oito meses ocorre no próximo dia 24 de fevereiro.

Há 4 meses sem reuniões, Codecon termina ano sem agenda para 2016
A última reunião do ano do Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico), programada para ontem, segunda-feira (21), não aconteceu. O gru...
Banco Mundial diz que há espaço para elevar tributação sobre renda no Brasil
Em relatório divulgado hoje (21), o Banco Mundial concluiu que há espaço para aumentar a tributação de grupos de alta renda no Brasil. O organismo re...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions