A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Outubro de 2018

13/05/2011 09:52

No Estado, apenas 14% já fizeram recadastramento do Bolsa-Família

Angela Kempfer

Em Mato Grosso do Sul, apenas 14% das famílias atendidas pelo bolsa-família atualizaram suas informações cadastrais neste ano. O processo é obrigatório para as 24 mil que deveriam procurar as prefeituras entre janeiro e março deste ano.

O primeiro relatório do processo de atualização cadastral mostram que no Brasil 129.998 das famílias renovaram suas informações e, por isso, não correm o risco de ter o benefício bloqueado. A média nacional de comparecimento é de 10%.

No Estado, ainda 20 mil beneficiados devem procurar o recadastramento para não perder o benefício.

A atualização é realizada pela gestão municipal do Bolsa Família em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Mudança de endereço ou de renda, localização da escola dos filhos para acompanhamento da frequência escolar e composição familiar são informações fundamentais para a boa gestão do programa de transferência de renda, que atende quase 13 milhões de famílias.

É necessário que esses dados retratem a realidade dos beneficiários para garantir que o Bolsa Família chegue à parcela da população com renda per capita de até R$ 140,00. Surge daí a necessidade de o cadastro ser atualizado a cada dois anos, conforme determina Decreto nº 6.135 de 2007.

Quem não comparecer, terá o pagamento suspenso a partir de novembro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions