A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Junho de 2018

17/10/2014 13:33

Olarte admite que reajuste no IPTU será de 23%, quatro vezes a inflação

Luciana Brazil e Kleber Clajus
Prefeito diz que reajuste do imposto poderá ser de 23% (Foto: Kleber Clajus)Prefeito diz que reajuste do imposto poderá ser de 23% (Foto: Kleber Clajus)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), admitiu hoje (17) que o reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) poderá ser de 23%. A base de cálculo considera o congelamento do tributo por três anos e os índices de inflação e da construção civil, medidos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O índice é quase quatro vezes superior a inflação oficial, de 6,5%.

“Vamos ficar entre 10% e 25%, mas vai ser menos, 23%. Se pegar a média, vai ser menor que a inflação medida, aproximadamente, em 20%”, explicou Olarte, durante visita a obras emergenciais e de pavimentação.

Ainda conforme o prefeito, o valor não deve “assustar”, ao se considerar que o tributo que não sofre reajuste há três anos e poderia ser “anulado” com descontos ofertados aos contribuintes que pagarem seus carnês entre dezembro e janeiro.

Ontem (16), o titular da Seplanfic (Secretaria de Planejamento, Finanças e Controle), André Scaff, afirmou que a prefeitura estudava três simulações de reajuste para definir qual será a mais adequada.

A decisão foi adiada, uma vez que o Executivo pretende negociar o percentual com a Câmara Municipal, na segunda-feira (20), a fim de que a proposta possa tramitar com tranquilidade.

O imposto tradicionalmente vence em fevereiro, mas a prefeitura vai antecipar o pagamento para dezembro, com descontos que podem chegar a 35%, para quem pagar a vista.

Além disso, o PPI (Programa de Pagamento Incentivado), programa que concede benefício fiscal ao contribuinte em débito, que está em andamento, facilitou o pagamento das dívidas com o imposto.

Air France – KLM investe em mudanças para continuar crescendo no Brasil
A companhia aérea Air France-KLM continua com o trabalho de expansão em território brasileiro. Criando força no nordeste, principalmente depois do la...
Influenciado por disputa comercial, dólar abre em alta de 0,96%
O dólar abriu hoje (19) em alta de 0,96%, cotado a R$ 3,7758, às 10h, influenciado por novas notícias da disputa comercial entre os Estados Unidos e ...
IGP-M acumula inflação de 6,8% em 12 meses na prévia de junho
O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 1,75% na segunda prévia de junho. Segun...


Engraçado, pois ano passado o nosso IPTU aumento em 38 % (trinta e oito). E isso sem nenhuma melhoria na casa (que alias, estava em pessimo estado de conservação e este ano foi demolido para construir outro). E sem nenhuma melhoria no bairro. Ta na hora de procurar o ministerio publico, pois estes aumentos são abusivos mesmo. Aumento do IPTU só se a prefeitura presta contas à população e explica direitinho o que acontece com o nosso dinheiro. Alias, onde está o site, obrigatório, onde o cidadão confere os gastos da prefeitura? Vergonha, isso...
 
Marc em 17/10/2014 21:06:41
Mas isto não é ilegal? 4 x a inflação, então aumenta meu salario nesta proporção e pode mandar ver no IPTU, quer dizer, a prefeitura não controla suas contas e a população vai ter que desembolsar pra pagar os devaneios dos dois ultimos prefeitos? Negativo, isso tá errado.
 
Max em 17/10/2014 16:10:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions