A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

23/04/2018 18:28

Operação flagra irregularidades em 13 bombas de combustíveis na fronteira

Ação da AEM com outros órgãos de fiscalizou analisou 101 equipamentos em Bela Vista e Ponta Porã

Humberto Marques
Equipamentos para abastecimento de veículos são verificados pela AEM. (Foto: Semagro/Divulgação)Equipamentos para abastecimento de veículos são verificados pela AEM. (Foto: Semagro/Divulgação)

Operação realizada em postos de combustíveis da região de fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai reprovou 13 bicos de bombas medidoras de combustível e interditou outras cinco, de um total de 101 instrumentos fiscalizados pela AEM (Agência Estadual de Metrologia) entre os dias 16 e 18 de abril.

As ações foram realizadas Ponta Porã e Bela Vista e tiveram suporte do Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor), Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra as Relações de Consumo) e ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

De acordo com a diretora-técnica da Agência, Luciana Boni Cogo, os principais erros encontrados nos instrumentos de medição foram mangueira com desgastes, deformação ou vazamento, mau estado de conservação da bomba medidora, vazamento no medidor, plano de selagem em desacordo com portaria de aprovação de modelo, iluminação deficiente e erro de vazão.

Os nomes dos estabelecimentos onde os problemas foram encontrados não foram divulgados.

Regularmente, agentes da AEM visitam postos para realizar a verificação metrológica. Durante os ensaios, os agentes conferem o volume de combustível medido pelas bombas e se cada item está em conformidade com as portarias do Inmetro. Após essa fase, as bombas aprovadas recebem marcas de verificação (selos e lacres). Havendo irregularidade, a bomba medidora é reprovada ou até mesmo interditada e a empresa notificada.

A AEM tem canais de comunicação com os consumidores para tirar dúvidas, receber denúncias e reclamações, por meio da Ouvidoria (0800-675-220), no telefone (67) 3317-5779 e pelo e-mail ouvidoria@aem.ms.gov.br.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions