ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  25    CAMPO GRANDE 22º

Economia

Paper planeja fábrica em outro estado, mas garante interesse na expansão em MS

Investimentos para construção da Linha 2 em Três Lagoas estão atrelados ao controle da empresa

Por Jhefferson Gamarra | 15/05/2024 17:26
Planta da Eldorado Celulose em Três Lagoas (Foto: Divulgação)
Planta da Eldorado Celulose em Três Lagoas (Foto: Divulgação)

Em meio a uma complexa disputa societária envolvendo a J&F Investimentos e o controle da Eldorado Celulose em Mato Grosso do Sul, a gigante sino-indonésia Paper Excellence está planejando um investimento de aproximadamente R$ 20 bilhões para a construção de uma nova fábrica de celulose em solo brasileiro.

Embora o destino do projeto ainda esteja em discussão, Minas Gerais se destaca como um candidato promissor a receber o investimento bilionário. Segundo informações obtidas pelo Valor Econômico, o governo mineiro já está mapeando possíveis áreas para a instalação da fábrica, com destaque para regiões como Pirapora e Grão Mogol, no norte do Estado. No entanto, ainda não há acordo formal firmado até o momento, e as negociações continuam em estágio inicial.

Levantamento preliminar realizado pela consultoria Canopy, em conjunto com a Invest Minas (Agência de Promoção de Investimentos do Governo do estado de Minas Gerais), indica que a disponibilidade de madeira no estado mineiro poderia favorecer a instalação da nova unidade fabril. Com vasto potencial de áreas plantadas e para plantio de eucalipto, Minas é tido como um local estratégico para os planos de expansão da Paper Excellence. Além disso, o governo mineiro demonstrou disposição em oferecer incentivos tributários e facilitações logísticas para atrair o investimento, conforme apurado pelo Valor.

Enquanto inicia o projeto de expansão, a Paper Excellence tenta frear a expansão da produção da Eldorado Celulose em Mato Grosso do Sul. Pela primeira vez em sua história como acionista da empresa ao longo de mais de 5 anos, a Paper votou a favor da distribuição de 100% do lucro de 2023 da Eldorado Celulose sob a forma de dividendos, mas a proposta foi rejeitada durante a assembleia de acionistas realizada em 30 de abril.

Nas cinco assembleias anteriores, ocorridas desde 2019, a Paper sempre havia optado por reter integralmente os lucros da Eldorado Celulose para investimentos internos. A mudança de postura ocorreu logo após as declarações do empresário Wesley Batista, da J&F, apoiando a construção imediata da segunda planta da Eldorado Celulose, localizada em Três Lagoas.

No ano passado, o lucro da Eldorado Celulose atingiu a marca de R$ 2,3 bilhões, representando quase 10% do orçamento total estimado para os projetos de investimento relacionados à construção da segunda linha de produção da empresa em Mato Grosso do Sul.  Atualmente a Paper Excellence tem 49,5% das ações da Eldorado e a J&F 50,5%.

Ao Campo Grande News, a Paper confirmou que enxerga com bons olhos a possibilidade de expansão dos investimentos em outros estados brasileiros ou até mesmo para fora do país, mas que nada disso impede a construção da segunda linha de produção em Três Lagoas, que segue nos planos da diretoria, desde que assuma o controle da empresa.

“A construção da segunda linha da Eldorado Celulose no Mato Grosso do Sul sempre esteve nos planos da Paper Excellence. O surgimento de oportunidades de investimento em outros estados ou mesmo fora do país, não impede a expansão da capacidade da fábrica situada em Três Lagoas. A Paper continua com o mesmo plano de construir a segunda linha da Eldorado assim que assumir o controle da empresa”, informou a empresa.

Nos siga no Google Notícias