A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

29/10/2013 09:11

Preço da carne bovina sobe até 20% e consumidor diversifica cardápio

Lidiane Kober e Edivaldo Bitencourt
Consumidor está mais cauteloso e pesquisa bem antes de comprar a carde (Fotos: Marcos Ermínio)Consumidor está mais cauteloso e pesquisa bem antes de comprar a carde (Fotos: Marcos Ermínio)

O preço da carne bovina subiu até 20,85% em Campo Grande e, além de pesquisar, o consumidor decidiu diversificar o cardápio a fim de economizar. Para o empresário, o aumento chegou a 30%. A culpa seria da longa estiagem no início de semestre, da geada e da baixa na oferta de gado.

De acordo com pesquisa do IPC/CG (Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande), o corte do peito do bovino foi o que mais aumentou. Em comparação a outubro de 2012, o reajuste foi de 20,85%. No ano passado, o quilo custava, em média, R$ 10,11 e, agora, R$ 12,21.

O quilo do coxão mole passou de R$ R$ 15,20 para R$ 17,06, um aumento de 12,3%, enquanto o lagarto subiu 11,3%, ou seja, de R$ 13,04 para R$ 14,51. O quilo de patinho custava, em outubro de 2012, R$ 13,81 e, agora, R$ 15,13, um reajuste de 9,6%.

O quilo da alcatra, da picanha e do contra-filé, aumentaram, respectivamente, 4,63%, 2,98% e 2,67%. A alcatra passou de R$ 17 para R$ 17,79; a picanha, em média, aumentou de R$ 24,32 para R$ 25,05 e o contra-filé de R$ 17,85 para 18,32.

Por outro lado, o preço do quilo do fígado caiu 18,85%, de R$ 8,49 para R$ 6,87. O IPC/CG também registrou queda de 12,85% no valor do cupim, que passou a custar R$ 12,85 em vez de R$ 14,31.

A pensionista Ercília Rezende de Freitas, 76 anos, percebeu os preços “mais salgados”. “Mais do que nunca, antes de comprar, pesquiso bastante”, frisou. O casal Joaquim Antecler dos Santos, 63, e Luiza Rodrigues Gonzaga, 63, também andam assustados com o preço elevado da carne.

“O jeito é diversificar o cardápio”, comentou Luiza. A alternativa, segundo ela, é “caprichar no completo” e aumentar a rotatividade de pratos com menos carne, como o tradicional carreteiro.

No açougue – Se para o consumidor está difícil, o empresário também teve de adotar estratégias para não perder a freguesia, diante do aumento. “Para a gente, o reajuste varia de 20% a 30%, mas não deu para repassar tudo para o consumidor, caso contrário, perdemos a clientela”, avaliou a empresária, Luciane Mello Viana, da Fino Corte Carnes e Conveniência.

Segundo ela, a elevação do preço começou em setembro e entrou neste mês. “Segurei o quanto eu pude e só repassei o aumento há duas semanas”, contou. Luciane disse que, em média, reajustou o preço do quilo em R$ 1 a R$ 1,50. “Não chegou a 10% de aumento”, comentou.

Questionada sobre os motivos da elevação, a empresária disse que, segundo os revendedores, a culpa seria da estiagem do início do semestre, associada a decisão dos pecuaristas de segurarem os bovinos no pasto.

“Os frigoríficos informam que está difícil comprar gado e o que chega aqui está magro”, comentou Luciane. “É a lei da oferta e da demanda, faltou o produto, aumenta o preço”, concluiu.

Arroba - Apesar do preço para o consumidor chegar a 20%, o preço da arroba só teve correção de 9,57% nos últimos 12 meses. Nesta semana, a cotação da arroba do boi gordo de 15 quilos custa R$ 103, contra R$ 94 em outubro do ano passado. 

O casal Joaquim e Luiza decidiu diminuir as porções de carne e caprichar no complemento O casal Joaquim e Luiza decidiu diminuir as porções de carne e "caprichar no complemento"
Dona Ercília não tem preguiça de andar bastante atrás do melhor preçoDona Ercília não tem preguiça de andar bastante atrás do melhor preço
Dólar abre semana em queda de 1,25%, cotado a R$ 3,73
O dólar abriu a semana em queda de 1,25%, fechando a segunda-feira (15) cotado a R$ 3,7312. Durante o dia, a mínima foi de R$ 3,7134 e a máxima de R$...
Boletos vencidos já podem ser pagos em qualquer banco
Os boletos com valor a partir de R$ 100, mesmo vencidos, poderão ser pagos em qualquer banco. A medida entrou em vigor no último sábado (13) e o prim...


no pires do bonança o coxão mole esta R$13,89 hoje.......
3381-3465 quer comprar carne de qualidade e com o menor preço,no pires bonança tem....
 
valmir de souza em 29/10/2013 13:36:07
Carne!!!!!!!!
Nossa a variação está muito grande, temos que procurar outros meios, e além de tudo procurar comprar onde tem promoção. Moro perto deste endereço na Júlio de castilho, mas não conheço ainda, vou lá para verificar estas promoções.
 
Ana Siqueira em 29/10/2013 13:29:32
Realmente, esta muito difícil comer carne todos os dias,principalmente fazer aquele churrasco aos domingos, cada vez sobe mais o preço. Mas como foi citado no comentário acima temos que pechinchar, e realmente, já conheço este açougue na Júlio de castilho, e além das promoções a carne é de extrema qualidade muito bom, vale a pena passar para conhecer.
 
Pedro Rodrigues em 29/10/2013 13:14:18
Olha é verdade, eu já comprei carne neste açougue "butique de carne np" da julio de castilho, e pra reforçar o comentário acima, não é só preço como também a qualidade e sabor da carne ... muito boa mesmo , vale a pena conferir.
 
Eva Vilalva em 29/10/2013 13:11:44
realmente ficou mais caro o churrasquinho do fim de semana, mais como um bom brasileiro consumidor nato de carne, descobri uma casa de carne onde tem promoção de segunda a quarta com preços muito bom exp. o contra file citado a 17,85 eu pago 14,39 o coxao mole eu pago 14,29 e muitos outros tipo de carne nao estou aqui para fazer propaganda de ninguém mais se quiserem conferi fica na rua julio de castilho esq. com a rua brasilia butique de carnes np so nao sei o tel de la mais vale a pena pechinchar
 
alexandre santos em 29/10/2013 09:26:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions