A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/09/2017 14:07

Prefeitura quer arrecadar R$ 38 milhões com refinanciamento de débitos

Osvaldo Júnior
Vereadores durante a sessão da manhã desta quinta-feira, quando foi aprovado o PPI (Foto: Divulgação/Câmara)Vereadores durante a sessão da manhã desta quinta-feira, quando foi aprovado o PPI (Foto: Divulgação/Câmara)

Com a estimativa de arrecadar R$ 38 milhões, a Prefeitura de Campo Grande inicia novo PPI (Programa de Pagamento Incentivado), com descontos nos juros, na correção monetária, nos juros de mora, nas multas e prazo de pagamento de até um ano. “Para o contribuinte, é o melhor programa da última década”, definiu o secretário de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto.

O secretário explicou que as vantagens aos contribuintes são maiores que as das edições anteriores. “Desta vez, há redução não apenas dos juros. São 90% de descontos nos juros, na correção monetária e nos juros de mora”, detalhou. Além disso, conforme acrescentou Pedrossian Neto, haverá dedução de 75% da multa.

Parte das medidas resulta de emenda coletiva. Além de contar com descontos, o contribuinte inadimplente poderá parcelar o pagamento do débito de seis a 12 meses. No texto original, o desconto era de 80% (excetuando-se as multas) e o parcelamento em até cinco vezes.

O projeto foi aprovado em regime de urgência pelos vereadores em sessão na manhã desta quinta-feira (28).

Dívida ativa – Atualmente, os contribuintes devem R$ 2,6 bilhões à Prefeitura de Campo Grande, conforme informou Pedrossian Neto.

Desde valor, o secretário estima que o município arrecade R$ 38 milhões em dois meses, período de duração do programa. No última edição, também foi arrecadado este valor, mas no intervalo de quatro meses.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions