A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/03/2009 09:33

Procon começa fiscalizar emissão de boletos pelo centro

Redação

A partir desta segunda-feira, o Procon (Coordenadoria de Orientação e Defesa do Consumidor) começa a fiscalização em vários estabelecimentos da cidade para verificar se carnês e boletos bancários estão onerando os consumidores.

De acordo com norma do DPDC (Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça, não pode ser cobrado pelo serviço de emissão de boleto. Desde 2008 a legislação estadual regulamentou a lei, estabelecendo multa de mil reais por documento cobrado.

A ação foi cobrada pelo deputado estadual Paulo Duarte (PT), autor da lei estaudal, após saber que empresas continuam com a cobrança. "Em alguns casos, as empresas emitem o carnê com a taxa e obrigam o consumidor a pagar a fatura no caixa do banco autorizado, para ter direito ao desconto, dificultando a forma de pagamento", explica em nota.

Segundo o deputado, apesar do valor ser pequeno, a soma rende muito dinheiro às empresas. "As pessoas têm que ficar atentas ao seu direito, mesmo sendo um valor pequeno, é proibida a cobrança", diz.

O Coordenador de Atendimento, Orientação e Fiscalização do Procon, Alex Monteiro Rezende, afirma que as denúncias têm sido muito importantes para que a lei seja cumprida.

Denúncias podem ser feitas pelo telefone 151, na sede do órgão ou no site www.procon.ms.gov.br.

Na lei, estão incluídas isenção da cobrança pessoas físicas e jurídicas, definidas como fornecedor pelo artigo 3º do Código de Defesa do Consumidor. O descumprimento da lei implica em multa de R$ 1 mil, por boleto ou carnê, além de sujeitar o infrator às penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor e na legislação penal.

"O Código fala que o consumidor tem que pagar por um produto ou serviço adquirido, que não é o caso de um boleto ou carnê, é uma cobrança abusiva", diz Duarte. Outro problema apontado pelo parlamentar é a disparidade nas cobranças, sem um critério para definir os valores.

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions