A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/06/2017 11:20

Produtos típicos de festa junina estão até 18% mais caros neste ano

Priscilla Peres
Supermercados estão cheios de produtos típicos. (Foto: Marcos Ermínio)Supermercados estão cheios de produtos típicos. (Foto: Marcos Ermínio)
Produtos típicos de festa junina estão até 18% mais caros neste ano

No Brasil é tradição ir em festas juninas e consumir comidas típicos da data, mesmo quem em casa. Mas o campo-grandense que não abre mão dos produtos vai pagar até 28,5% a mais pelos itens, de acordo com pesquisa da Uniderp divulgada hoje.

Em média a cesta de produtos juninos está 7,57% mais cara que no ano passado, mas a inflação é menor que a do ano passado, quando o preço de todos os itens subiu 18,17%, em média.

Vem da carne seca a maior alta nos preços, que passaram de R$ 24,98 para R$ 32,10 o que representa 28,5% de aumento. Mas a canela (17%), vinho (17,14%), coco ralado (16,91%) e o milho para pipoca (15,29%) também contribuíram para o percentual do mês.

Mas vários itens ajudaram a seguram a alta média, principalmente a maçã nacional que ficou 53,97% mais barata para a época e o milho verde que teve redução de -9,62% no preço. O fubá (-7,74%), farinha de milho amarela (-4,06%), aguardente (-0,73%) também ficaram mais baratos.

De acordo com o coordenador do Nepes (Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas) da Uniderp, Celso Correia de Souza, o aumento está acima do último índice da inflação acumulada em um ano, que foi de 3,78% e o consumidor não tem muita saída, já que a maioria dos itens não pode ser substituída.

A recomendação é dar preferência a marcas menos conhecidas, mas que mantenham a qualidade. Vale a pena também pesquisar os preços ou reunir um grupo maior de pessoas e comprar em atacados, para conseguir descontos maiores.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions