A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/03/2011 08:49

Reajuste pedido pela Enersul é desestímulo, avalia presidente da Fiems

Marta Ferreira
Reunião ontem na sede da Fiems. (divulgação)Reunião ontem na sede da Fiems. (divulgação)

O presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen, defendeu, nesta segunda-feira,ao participar de reunião ordinária do Concen (Conselho de Consumidores da Enersul), o presidente da Fiems, Sérgio Longen, preços menores para tarifa de energia elétrica no Estado, para que o pagamento seja acessível a todas as categorias de consumidores. Para ele, estes e outros aumentos em serviços e impostos são um desestímulo à atividade econômica.

“A Fiems sempre lutou contra o alto custo da energia elétrica em Mato Grosso do Sul e, portanto, não poderia concordar com o índice que vem sendo pleiteado pela Enersul”, afirmou, sobre o fato de a empresa ter encaminhando documentação propondo reajuste de 19,35%, em média, à Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Na avaliação do presidente da Famasul, a pressão que vem sendo feita sobre o setor produtivo e a população, com seguidos tarifaços, como o do IPTU, por exemplo, é um desestímulo. “O impacto desse índice solicitado pela Enersul no bolso dos consumidores vai ser muito grande”, alertou. “Por isso mesmo, a Fiems já articula parcerias com a Assembléia Legislativa e bancada federal do Estado para estabelecer uma tarifa que seja economicamente viável”, pontuou.

Comparação-O percentual de aumento da tarifa solicitado pela empresa é superior ao do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que no acumulado nos últimos 12 meses está em 6,01%.

O deputado estadual Paulo Corrêa, primeiro-secretário da Assembléia Legislativa, que também participou da reunião do Concer realizada na Enersul, disse que os consumidores de energia elétrica do Estado não suportam mais o alto custo da tarifa. “Trata-se de um fardo pesado que o setor produtivo e a população em geral têm carregado e, portanto, também não podemos concordar com o índice de reajuste proposta pela Enersul”, disse apoiado pelo atual presidente do Concen, Edison Araújo, presidente da Fecomércio.

O vice-presidente da Enersul, Cyro Vicente Boccuzzi, admitiu aos participantes da reunião que o índice médio de reajuste de 19,35% é um estímulo à inadimplência, porém, não tem como deixar de cumprir os cálculos elaborados pelos técnicos. “Nosso encaminhamento à Aneel não é um pedido, trata-se de mais uma etapa que faz parte do rito de adequar a tarifa à realidade”, declarou durante a reunião do Concen.

Durante a reunião do Concen, uma equipe da Enersul detalhou que o reajuste médio de 19,35% é composto por 8,31% referente ao reajuste econômico, 5,77% de componentes financeiros, já incluídos os 3% referentes à tarifa social dos consumidores de baixa renda, e 5,27% relativo à devolução feita aos consumidores até o ano passado por cobrança abusiva.

A Aneel deve definir qual o índice a ser aplicado até o próximo dia 7 de abril para que entre em vigor no dia 8 de abril.



Suprir o que devolveram aos consumidores ( 5,27% por cobrança abusiva) é uma piada. Na minha conta vinha lá 3 reais e 75 centavos/mês - ou sena, menos de 50 reais ao ano. Olha, acho que a classe política deveria se unir e não permitir esse reajuste abusivo.
 
luiz carlos em 15/03/2011 12:39:54
Kamél El Kadri, vc tem razão em tudo que afirma. Só esqueceu de dizer que apesar de nosso estado ter a carga tributária mais elevada e as piores rodovias estaduais da Federação, nossos produtores rurais são extorquidos em 2% de tudo que produzem, através de uma contribuição, chamada FUNDERSUL. Essa mazela (Fundersul), foi criada exatamente para CONSERVAR as rodovias estaduais. Toda vez que viajo na buraqueira das rodovias com o prefixo MS, me pergunto: ONDE VAI PARAR O DINHEIRO DO FUNDERSUL? Alguém sabe?
 
Adriano Roberto dos Santos em 15/03/2011 12:26:27
Aneel tomar providências????, aonde vocês acham que estão?? nos Estados Unidos, acordem vocês estão no Mato Grosso (do sul) e o reajuste vai ser mais de 19% podem apostar, ninguém ganha dessa quadrilha instalada aqui no estado de MATO GROSSO (do sul)
 
Rubens ferreira em 15/03/2011 11:38:46
Boa tarde.

Esta de pedir quase 20% chega a ser piada de mau gosto, todos sabe que em uma negociação, na primeira reunião vc pede o que é impossível conseguir.
E foi o que a Enersul fez, pediu 20% e já tem gente pensando em dar 10% e achando que esta no lucro a polulação de Mato Grosso do Sul, e vai ainda sair falando que conseguiu abaixar em 50% o que a Enersul solicitou, e isso vai ser usado em campanhas eleitorais posteriores.
Vamos usar a coerência, que de o mesmo aumento que deram ao SALARIO MÍNIMO.

Um abraço a todos.
 
Julio César Nascimento em 15/03/2011 11:31:40
devemos sair às ruas e prostestar! se realmente for aprovado algum aumento, que as sindicais, associações e grupos organizados se juntem e façam uma grande manifetação em todo o estado!
 
caciano lima em 15/03/2011 11:20:22
os preços praticados pela ENERSUL é uma vergonha, até quando teremos que aguentar isso? KD nossos governantes que nada fazem? PELO AMOR DE DEUS
 
Adão Souza em 15/03/2011 11:16:45
Concordo com Roberto de carvalho, é incrivel como o preço de todos os produtos daqui é caro. Em algumas situações, compensa comprar pelo mercadolivre, pagar o frete, e se duvidar sai mais barato do que aqui, sinceramente.
 
André Costa de Morais em 15/03/2011 11:02:20
Novamente vem essa maldita empresa de energia, que só faz é cobrar altos valores, pedir aumento de tarifas. Nem sequer acabaram de pagar o que nos devem por conta de cobranças indevidas nos anos anteriores, e ainda querem mais.

E chega a ser blasfêmia eles agora quererem cobrar "5,27% relativo a devolução feita aos consumidores até o ano passado por cobrança abusiva". NÃO TEM QUE COBRAR NADA. VOCÊS NOS ROUBARAM E É JUSTO QUE SE PAGUE.

Tenho vergonha de dizer que são poucos os nossos deputados e vereadores que realmente brigam por nós, pois a maioria parece que tem tem medo ou é parceira dessa empresa.
 
Roberto Aquino de Almeida em 15/03/2011 11:02:00
kamél, concordo com vc, até pq não chamaram o único deputado que defende o povo, o Marquinhos Trad.
reuniaozinha só pra dar ibope
 
oduvaldo costa em 15/03/2011 10:57:08
OU SEJA, A CPI DA ENERSUL NÃO SERVIU PARA NADA? SÓ PERDEMOS TEMPO E DINHEIRO, O QUE FOI DEVOLVIDO PARA A POPULAÇÃO FOI IRRISÓRIO, E AGORA AUMENTA-SE QUASE 20%?????????? TEM GATO NESSE BALAIO....
 
MAXIMILIANO NAHAS em 15/03/2011 10:42:29
Vou embora dessa Cidade enquanto é tempo...infelizmente uma Cidade muito cara pra se viver. Tudo aqui é mais caro que outras cidades...impressionante!
 
Roberto de carvalho em 15/03/2011 10:33:14
Cadê nossos representantes ( Deputados )? Estamos pagando bem os salários deles pra que? A enrsul quer nos assaltar e cadê os direitos humanos da AL?
Esse Estado está virando piada, só pagamos aumentos de tarifas e impostos, o combústível mais caro do Brasil, pior estradas e rodovias estaduais, pior segurança, saúde deplorável, e ainda mais essa?
Estou perdendo a fé nos homens, houve tanto ibope nacional e acontecimentos ( ruins ) estes tempos nesse Estado, que é díficil acreditar que tem conserto.
O certo é nos inurmos a eles e terminar de acabar com esse Estado, pois quem trabalha, paga seus impostos, é honesto, é tratado pior que animal.
Já não aguentamos mais sustentar as regalias de poucos.
Será que não vai se lavantar "um" a favor do povo?
]
 
Kamél El Kadri em 15/03/2011 10:00:35
A população mais uma vez deveria lotar a Assembelia Legislativa para exigir dos deputados providencias em relação a esses constantes aumentos abusivos.
 
Oswaldo Junior em 15/03/2011 09:59:29
Este estado vai a falência.Tudo aqui é caro,luz,água,iptu,ônibus...cada um põe o preço que quer.Deputados e vereadores que nâo tem voz pra nada,só fazem barulho e no final fica do mesmo jeito.Os empresarios fogem daqui do estado porque é inviável abrir indústria em Mato Grosso do Sul.E pra piorar dengue é alarmante e o comércio tá perdendo o sussego com menore infratores.Lembrando ainda que o asfalto da cidade parece feito casca de ovo.Já o meu salario ó..
 
Marcia França em 15/03/2011 09:48:59
Se nos consumidor de baixa renda estiver este aumento de 19% de aumento de energia
eletrica, com certeza o aumento vai se ainda maior, porque os comerciante vão subir as mercadorias, inves de pagar 19%, o comsumidor empregado que ganha o sálario minimo
vão pagar 38%, 19% da energia e mais 19% das mercadorias dos comerciantes,
 
elisio lopes de souza em 15/03/2011 09:48:06
é realmente abusivo este valor; más todo ano é assim, pois eles já sabem que cai o valor da conta - por conta das férias que akba e as crianças volta para suas atividades corriqueiras isso akba em prejuízo para a empresa, para e pensa se não é verdade o que tô falando... e quem fica com a conta somos nós ... é o fim
 
MARIA JOSÉ em 15/03/2011 09:45:11
É impressionante a falta de capacidade dos orgãos reguladores dos servidos de interessente público, a partir da privatização ou concecessão desses serviços, todos os aumentos tem sido acima da média de inflação, onde vamos parar?, até quando o povo Brasileiro vai aguantar tanta carga tributária e descontrole de aumentos nos serviços essenciais a população?. Pagamos as maiores taxas de todo mundo em impostos, taxas, serviços. Vejo que há um descontrole ou falta de interesse das autoridades públicas e até das Judiaiciais em defender a população, não é possível suportar mais aumentos nos serviços prioritários a população. O que fazer para dar um basta nessa situação?. Esse País ainda vai continuar distribuindo sua riqueza a nobreza, e povo?, bem estes, continuará sendo escravos dos poderosos e dos mandatários.
 
Adm. Cristivão M. de Oliveira em 15/03/2011 09:39:08
Que aumento é esse? Que índice atingiu essa média de 19%?
Como assim "5,27% relativo a devolução feita aos consumidores até o ano passado por cobrança abusvia"????

Quer dizer então que em um ano eles devolvem o dinheiro ganho em ações na justiça por causa de tarifas abusivas e no ano seguinte eles embutem essa 'perda de lucros' na conta dos outros?

Virou zona esse Estado, mesmo!
 
Eder Lima em 15/03/2011 09:13:00
A ENERSUL deveria ter vergonha de solicitar um reajuste nas tarifas, face aos desmandos que fez ao Estado e a sua população, a ganância de seus administradores é voraz, espero que AEEL saiba dar uma resposta a esta empresa, negando o reajuste.
 
Nery P. Ribeiro em 15/03/2011 08:56:57
Nossa!!! Fico estarrecido com "a cara de pau" dos administradores dessa empresa, além de pedirem um aumento abusivo desses têm a coragem de dizer que "o pedido enviado à Aneel não é um pedido e sim mais uma etapa para adequar a nossa tarifa à "REALIDADE”, que realidade é essa? Só se for para tornar a nossa tarifa a mais cara do Brasil e do mundo. Se isso for realidade, gostaria que meu salário se adequasse a essa mesma realidade.
 
Emivaldo Bezerra em 15/03/2011 02:21:14
Concordo com o colega Eder Lima,virou zona mesmo este estado.Os nossos ditos representantes,deputados e vereadores como sempre esquecem de nós eleitores depois de eleitos,só pensam em encher os bolsos.Isso que a enersul esta querendo fazer é um absurdo,eles se juntam com os nossos ilustres representante e nos roubam?É como diz o velho ditado, dá com uma mão e tira com os dois pés e a outra que sobrou. Onde o coitado do assalariado vai parar? Nós precisamos urgente de fazermos uma revolução neste país como os libanezes estão fazendo lá,só assim acabaremos com essa corja de sem vergonha que diz nos representar. O que voce espera de um estado que tem um candiidato a CONCELHEIRO DO TRIBUNAL DE CONTAS chefe do jogo de bicho na ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA?
 
EDISON W. BENITES. em 15/03/2011 01:46:32
Quero ver agora a capacidade de ação de nossos representantes: Deputados Estaduais, Federais, Senadores, etc. Onde eles estão e pq não se manifeta a respeito desse ato vergonhoso e larapio da Enersul????? Mostrem a cara representantes do povo, afinal a Enersul está pretendendo roubar a nós o povo, na cara dura. Minha maior indignação é que a federação das Indústrias é que se manifesta, quem tem a obrigação de se manifestar se cala. Haja óleo de peroba para esse nossos representantes.
 
Sérgio Rodrigues Dias em 15/03/2011 01:38:43
Todos os comentários acima citados, estão coerentes com as condições em que vivemos e na atual circunstância, nós consumidores pagamos sempre a conta final. Pois eles decidem o que querem e pronto. A enersul se intitula Energias do Brasil, só se for a mais cara do País. E o Estado corre atrás da fatia do ICMS, Aí vem outro e outro, conclusão aprovam e acabou, só não podemos esquecer, que o homem só pensa no dinheiro e se esquecem de quem é o criador de tudo, e DEUS cobrará o que está sendo feito aqui na terra. O que acontece pelo mundo afora é um aviso, para todos ficarem alertas, pois tudo será terminado.
 
Nilo Alvim em 15/03/2011 01:38:12
Isso é no mínimo inaceitável, encarece os produtos industriais, que vira um efeito dominó e sempre recai no consumidor, e quem acaba faturando é uma empresa multinacional (Enersul), fica o recado será mais um retrocesso ao Estado do MS, além de não ter identidade própria (parece que vive na sombra do MT) ficará com seus produtos mais caros em relação ao estado vizinho.
 
Sandro Lima em 15/03/2011 01:33:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions