A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Maio de 2017

28/11/2016 13:31

Reinaldo atribui baixo orçamento para 2017 a receita fraca com ICMS

Priscilla Peres e Leonardo Rocha
Governador falou hoje durante evento com prefeitos. (Foto: Marina Pacheco)Governador falou hoje durante evento com prefeitos. (Foto: Marina Pacheco)

O orçamento estadual de 2017 está estimado em R$ 13,991 bilhões. O montante é apenas 0,46% maior que o deste ano e, segundo o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o "baixíssimo" crescimento se deve a arrecadação com ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Durante evento público hoje, Reinaldo disse que 2014 e 2015, teve em média de 2,58% de aumento na arrecadação com o imposto, mas que para 2107, a previsão é de 2,32%, ou seja, menor que nos últimos anos.

Os dados de 2016 não estão fechados, mas até o momento, outubro foi o mês com pior arrecadação de ICMS, quando "não houve expansão das atividades econômicas", de acordo com o governador.

Ainda de acordo com ele, foram esses os motivos que o levaram a enviar a proposta de orçamento para a Assembleia Legislativa com baixíssimo crescimento da economia para o ano que vem. "Valor da receita praticamente igual".

Devido as dificuldades financeiras que o Estado enfrenta, Reinaldo aproveitou para dar uma dica aos novos prefeitos. "Não se iludam com os primeiros meses de gestão, quando as receitas são maiores por que depois vai caindo. É preciso fazer planejamento para o ano inteiro", disse durante o encontro de prefeitos promovido pelo TCE/MS (Tribunal de Contas de MS).

 

 

 

 

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions