A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/07/2011 14:15

Segundo distribuidoras, satisfação de consumidores de energia é de 76%

Lourenço Canuto, da Agência Brasil

O índice de satisfação dos consumidores de energia elétrica no país registrou o índice de 76,7% por domicílio este ano, de acordo com dados divulgados hoje (27) pela Associação Brasileira dos Distribuidores de Energia Elétrica (Abrapee), com base em pesquisa feita pelo Instituto Innovare. A margem de erro, para mais ou para menos, é 1,3%.

De acordo com o presidente da Abrapee, Nelson Leite, houve estabilidade nos números, nos últimos sete anos. Ele disse que o setor registra no país "a melhor margem de avaliação dentre 12 serviços públicos pesquisados pela Confederação Nacional da Indústria [CNI], que situa em segundo lugar a área de fornecimento de água".

Em 2009, o índice apurado na pesquisa, que entrevista 620 consumidores em 905 municípios de 26 estados, atingiu a marca de 79,9% de satisfação. Leite avalia que, ao considerar que os números estão estáveis, leva-se em conta problemas decorrentes de variações climáticas.

A pesquisa da Abrapee começou em 1999, quando o índice de satisfação do público ficou em 66,2%, o mais baixo da série. Na ocasião, o índice dos consumidores muito insatisfeitos se situou em 11,3%, mas caiu para 7,7% em 2011. A pesquisa é feita anualmente em março e abril.

Para o presidente da Abrapee, a ausência da concorrência entre as distribuidoras faz com que os resultados sejam utilizados para intercâmbio de experiência entre elas. O objetivo da Abrapee, com a pesquisa, segundo Leite, "é que os serviços prestados persigam a excelência".

Nos próximos quatro anos, serão investidos no setor R$ 11 bilhões, conforme já informado pelo Ministério de Minas e Energia, contra os R$ 8 bilhões que vinham sendo aplicados anualmente até o ano passado. O acréscimo tem o objetivo de adequar a oferta ao aumento da demanda que virá com os investimentos em hotéis e outras instalações com vista aos jogos da Copa do Mundo de 2014.

Segundo Leite, o maior índice de satisfação é registrado atualmente nas regiões Sul e Sudeste, mas o nível também vem aumentado no Norte e Nordeste.

As principais queixas do público com relação aos serviços das empresas dizem respeito a deficiências de comunicação com o público, superando até mesmo a insatisfação por causa de eventuais interrupções de energia elétrica, segundo o presidente da Abrapee.

O Brasil está bem, segundo o presidente da entidade, entre os índices de satisfação do público pesquisados em 13 países da América Latina, com patamares comparáveis aos do Uruguai e da Colômbia, que se destacam em relação aos demais.

Procon da Capital abre campanha para orientar comércio e consumidor no Natal
O Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campo Grande dá início nesta segunda-feira (18) a uma semana de orientação e atendimen...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions