A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/10/2013 13:52

Sem restrições no nome há 5 meses, consumidora não consegue abrir crediário

Luciana Brazil

Mesmo sem restrições em unidades financeiras há mais de cinco meses, quando “limpou” o nome, uma auxiliar administrativa de 27 anos, que preferiu não se identificar, não consegue abrir crediário em lojas de varejo em Campo Grande. Na hora da compra, as empresas alegam apenas que seguem uma norma, e o nome da cliente não foi aceito.

“Eles não dão explicações. Eu pergunto o porquê, mas eles não dizem. Em uma loja eu forcei bastante e a atendente disse apenas que eu não tinha alcançado a pontuação no meu CPF”, conta a cliente.

Segundo ela, uma amiga que trabalha no comércio disse que as empresas só liberam o crediário seis meses depois que o consumidor limpa o nome. Como a auxiliar administrativa quitou as dívidas há apenas cinco meses, ela ainda estaria impedida de ter crédito.

A dívida surgiu depois da formatura da faculdade, quando algumas mensalidades do curso deixaram de ser pagas.
A cliente diz que se sente descriminada com a situação. “Isso é discriminação. Não pode acontecer”.

Ela lembra que ao tentar abrir crediário nas lojas a intenção era adquirir produtos de baixo valor, mas mesmo assim não foi aprovada. “Não queria comprar nada muito caro, era coisa de R$ 50, R$ 150. E sei que não é minha renda. Não tem nada a ver".

A consumidora em potencial já recebeu negativas na loja Marisa, Riachuelo, Magazine Luiza e Studio Z.

Hoje, ela conta que a dívida da faculdade foi parcelada e está sendo honrada todo mês. “Eu estou pagando a dívida e não tenho mais restrições”, contou.

A reportagem entrou em contato com as empresas citadas na matéria na sexta-feira passada, mas até o fechamento desta, não houve resposta sobre as causas da ausência de crédito. 



DOUGLAS SILVA: COMO É QUE EU CONSEGUI?
 
LUIS CARLOS em 20/01/2014 23:01:25
Eu não acho esse negócio de score certo, porque eu tenho 18 anos, e quero comprar um celular no crediário e simplesmente não consigo porque meu score é baixo, e como vou conseguir aumentá-lo se a unica conta que tenho é na renner e nem compro lá, isso é contra a lei, bom é processar o serasa !
 
Ketly Dias em 12/11/2013 20:20:30
limpei meu nome e nao conseguir credito isso e absurdo tem esse negocio de score do serasa + eles nao da oportunidade para provar que a gente mudou e tem + condicoes para honra com nossas dividas . ai fica dificil. e como se diz o pobre + pobre e o rico + rico . tem e que roubar mesmo
 
denise rosa em 31/10/2013 17:16:47
ACORDA POVO AGORA, AQUELE VELHO GOLPE DE CADUCAR AS DIVIDAS E COMPRAR FIADO DE NOVO NÃO COLA MAIS
 
DOUGLAS SILVA em 29/10/2013 02:31:44
Isso é comum agora. Esta acontecendo com várias pessoas.
 
Jones Marcel em 28/10/2013 15:46:40
Na verdade ela pode estar sofrendo Discriminação
 
Claudia Barbosa em 28/10/2013 15:45:54
Isso mesmo campo Grande News, é isso que está acontecendo no comércio de Campo Grande. De acordo com o código de defesa do consumidor isso é proibido. Se a pessoa não tem nenhuma restrição no nome, o que impede de comprar a crédito? Romeira também está fazendo isso...casas Bahia, etc....
 
Paulo Bonsini em 28/10/2013 14:36:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions